Toxic Waltz: Thrash Metal atual com influência antiga

Resenha - Decades of Pain - Toxic Waltz

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Sim, a banda tem essa alcunha inspirada no nome da conhecida música do Exodus. Aliás, o Toxic Waltz representa a nova geração do Thrash Metal alemão, o que lhes coloca sob as costas uma responsabilidade imensa, que tiram de letra, por sinal.

Com uma linha instrumental técnica honrando as bandas consagradas de sua terra, o jovem grupo demonstra uma sonoridade raivosa e agressiva que chega a beirar o Death Metal em alguns momentos. Fato este que se deve aos vocais guturais de Angelo e algumas passagens brutais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As guitarras de Jimi e Alex destilam técnica e, com melodia encaixada na media certa, despejam riffs e solos muito bem elaborados. O baixo de Rahman é responsável pelo tremor e à ênfase no peso, sendo que a bateria de Flo possui uma precisão impressionante com viradas sensacionais.

A faixa título, Suicide Squad, Morbid Symphony e Obssession To Kill são os destaques do trabalho que conta também com uma ótima produção sonora a cargo de Eric Sündermann, no Mountainside Studios. A proposta da banda caiu muito bem e nota-se muita energia jovem em suas composições. Indicado!

https://www.facebook.com/ToxicWaltzofficial
http://www.reverbnation.com/toxicwaltz

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaSeparados no nascimento
Phil Lynott e Tiririca

Iron Maiden: Video mostra erros da banda ao vivoIron Maiden
Video mostra "erros" da banda ao vivo


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336