Deus Otiosus: Terceiro álbum mesclando anteriores

Resenha - Rise - Deus Otiosus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os prolíficos dinamarqueses do Deus Otiosus retornam com seu terceiro disco e mais uma vez acertam na fórmula. Sempre apostando no Death Metal puro e simples, a banda iniciou em seu primeiro álbum uma ode ao gênero da morte e se mantém assim até os dias atuais.
5000 acessosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçados5000 acessosSeparados no nascimento: Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

“Rise” se diferencia de seus antecessores por juntar ambos. Por mais que pareça irônico, essa junção gerou uma sonoridade mais variada. Afinal, no primeiro trabalho, “Murderer” (2010) a banda se utilizava de uma sonoridade mais cadenciada, enquanto em “Goddless” (2012) deu uma acelerada no andamento de suas composições.

“Rise” traz uma banda mais variada, com a cozinha forte e coesa que sempre possuiu e andamentos rápidos se alternando a climas mais lentos. A evolução dos guitarristas Peter Engkjaer e Henrik Engkjær é latente. As linhas de guitarras estão mais trabalhadas, melhor timbradas e com solos bem encaixados.

O vocalista Anders Bo Rasmussen continua urrando como nunca e está cada vez melhor. O detalhe é que as composições continuam com um ar obscuro, mas com alguns andamentos mais agitados e enérgicos. Tudo isso sem a banda perder suas características, o que é algo importantíssimo para uma carreira sólida.

A produção segue a boa linha orgânica e deixou um pouco de lado a parte rústica que marcou o trabalho anterior. Destaque para Rising War, Iron Rule, Walk the Shadows, Stand up and Fight (levada interessante) e Will and Fear. Não tenho dúvidas que o Deus Otiosus merece mais atenção na cena Death Metal.

http://www.deus-otiosus.com/
https://www.facebook.com/deusotiosus.dk

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Deus Otiosus"

Metallica, Guns, Slipknot, KissMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

SeparadosSeparados
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

Van HalenVan Halen
Eddie explica os segredos do seu modo de tocar

5000 acessosApocalyptica: "Natal na Finlândia é um período negro"5000 acessosGuns N' Roses: show no Troubadour marca definitivamente a "era do reboot"5000 acessosAs regras do Black Metal5000 acessosKiss sobre Secos e Molhados: "há quem acredite em OVNIs"5000 acessosRock in Rio: Fim do mistério, The Rolling Stones em Lisboa5000 acessosKiko Loureiro: o encontro com DJ Ashba na Polônia

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online