Scrok: Experiente banda nacional

Resenha - Welcome To Terror - Scrok

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Que o Thrash Metal nacional está bem servido todo mundo sabe. Além de ícones como Korzus, Dorsal Atlântica e os mestres do Sepultura, temos no underground bandas excelentes que disputam espaço aos socos e pontapés (no bom sentido) quão boa é a qualidade.

Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais

O Scrok vem do nordeste, mais precisamente do Maranhão e Piauí. Sim, a banda se desdobra para se manter e isso vale à pena, já que o som aqui demonstrado é de qualidade e mostra que o trio tem conhecimento de causa. Lembrando que surgiram em 1993 pararam em 2007 e retornaram em 2011.

Não sei se a pausa ou a experiência fez bem ao grupo, mas o trabalho mostra técnica e agressividade na medida certa. Comecemos pelos riffs matadores e solos muito bem encaixados que bebem na fonte do Thrash Metal europeu, mas possuem a essência do gênero que só as bandas brasileiras possuem.

A cozinha segura a onda, sendo que o baterista Felix Briano utiliza muito bem os dois bumbos. O vocal de Valter 'Índio' Reis lembram bastante os de Mille Petrozza (Kreator), principalmente na fase "Renewal" (1992) e "Cause For Conflict" (1995). Outro fator que impressiona são os bons refrãos.

Destaque para as faixas Disgrace On Line, Kill The Tyrants e Bem Vindo ao Terror/My Name is Rage que fecha o disco com chave de ouro. A ressalva fica por conta das faixas às vezes se parecerem entre sim, mas nada que afete a qualidade do disco que, aliás, tem uma ótima produção.

https://www.facebook.com/scrokthrash?fref=ts
http://www.reverbnation.com/scrok


Outras resenhas de Welcome To Terror - Scrok

Scrok: Debut dos experientes maranhensesScrok: "Welcome to Terror" é objetivo, rápido e essencial




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Scrok"


Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMusical Box
Os 20 discos seminais do Hard Rock

Semelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguaisSemelhança
Vocalistas de rock com vozes quase iguais

Separados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaSeparados no nascimento
Phil Lynott e Tiririca

Stephanie Seymour: ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 44Stephanie Seymour
Ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 44

Fotos de Infância: Joey Jordison e Corey Taylor, do SlipknotFotos de Infância
Joey Jordison e Corey Taylor, do Slipknot

Linkin Park: Chester Bennington puto da vidaLinkin Park
Chester Bennington puto da vida

Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336