Bloodgood: Hard Tradicional oitentista com pitadas de Heavy Metal

Resenha - Dangerously Close - Bloodgood

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Jefferson Guedes Giammelaro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após um longo hiato de mais de 20 anos sem um lançamento com músicas inéditas, BLOODGOOD lança "Dangerously Close" que vem com uma energia e pegada do passado mas bem revigorada... CD muito forte e muito bom. Um dos melhores lançamentos de 2013, Hard Tradicional oitentista com pitadas de Heavy Metal.
464 acessosMichael Sweet e John Schlitt: vocalistas em turnê pelo Brasil5000 acessosHeavy Metal: os 11 melhores álbuns da década de 70

Desde o início do projeto Kickstarter (forma que a banda angariou fundos para a gravação do CD, do qual participei "contribuindo/comprando" minha cópia do CD) percebia-se que o projeto era o lançamento de um trabalho old-school, mas com a qualidade disponibilizada hoje em dia. Desde de os primeiros e-mails de contato da banda com os participantes do projeto, percebia-se a vontade de fazer um trabalho ótimo, e não apenas lançar um CD para o retorno da banda, e sem dúvida conseguiram.

Na capa, também percebemos a idéia do old-school, lembrando a capa do primeiro CD demo, sem muitos detalhes, mas com o nome da banda em foco. A formação da banda, o mais original possível com Les Carlsen no Vocal, Michael Bloodgood no Baixo, Kevin Whisler na Bateria, Paul Jackson (guitarra) e reforçados oficialmente pela entrada de Oz Fox (STRYPER) na guitarra, outro antigo membro da banda David Zaffiro, não está mais tocando, mas continua na música trabalhando em produção/gravação e etc, e se engana quem pensa que ele não trabalhou neste CD, pois todo o trabalho de Masterização foi realizado por ele... Assim, o clima das gravações feita pelo grupo "original" permaneceu com eles, a banda estava reunida, e sem dúvida essa união resultou neste ótimo trabalho.


A parte física do CD é ótima, o encarte contém todos os detalhes e informações sobre o CD, fotos dos integrantes e informações detalhadas até de quem faz os solos de guitarra em cada música, sendo ótimo para os fãs saberem o que cada um toca. A única parte ruim é a falta das letras no encarte, mas não chega a ser um ponto negativo no trabalho. A impressão da arte no CD, é de grande qualidade, mostra um cuidado imenso com o "produto".


1. Lamb Of God

A faixa que foi escolhida como single e vídeo foi composta por Les Carlsen e Paul Jackson. Música muito forte, com instrumentais agressivos e nos leva de volta aos anos 80. Refrão simples e que fica cravado na mente. Os vocais de Les são mais graves que há vinte anos atrás, mas ainda alcança notas ótimas e altíssimas, o solo desta música ficou a cargo de Paul Jackson que mostra muita habilidade. Oz Fox tem papel muito importante como vocal de apoio, já faz isso muito bem no STRYPER e a banda soube aproveitar muito bem esta qualidade dele. Ainda há tempo na música para uma parte dividida entre baixo e bateria (quem acompanha BLOODGOOD, sabe que isso acontece com algumas faixas, e muitas vezes nas gravações ao vivo). A letra fala exatamente do que eles acreditam, fala sobre o "Cordeiro de Deus". Essa música marca o retorno da banda.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

2. Run Away

Mais uma vez a música começa bem forte, com pressão. A segunda música do CD mantém a pegada que permanecerá durante o trabalho todo referente ao clima Hard/Heavy. Antes do solo algumas palavras de Les Carlsen e um solo matador de Paul Jackson..

3. Child On Earth

Mais cadênciada mas ainda pesada, riff marcado, ótima música, gritos ótimos e impressionantes. A letra trata da parte humana do filho de Deus. O solo foi feito por Oz Fox que é co-autor da música junto de Les Carlsen. Nesta música tivemos no back vocal, dois contribuintes da arrecadação no Kickstarter.

4. I Will

Música interessante, não está entre as melhores do CD, mas ainda assim é muito legal, e na ponte para o refrão as guitarras fazem um ótimo riff ; Michael Bloodgood e seu baixo marcante tem destaque antes do solo, e por falar no solo (feito por Paul Jackson) é um dos melhores do CD, e tem sua parte de dueto, muito bom.

5. Bread Alone

Uma das melhores na minha opinião, pedal duplo e agressividade do começo ao fim. As guitarras muito pesadas, e o baixo seguindo de maneira impressionante. Ótimos back-vocals durante a música, essa música tem o potencial de ser eternizado com o uma das melhores da banda. O solo de guitarra nesta música foi feita por Oz Fox.

6. Pray

O timbre agressivo da guitarra dita a música, até o momento que entra o som de violão (violão nas músicas do Bloodgood sempre foram muito bem gravados, sempre soando limpo, neste trabalho se manteve assim, e creio que grande parte disto pela presença de David Zaffiro na masterização). O grito e o solo são ótimos, o solo foi feito por Paul Jackson.

7. I Can Hold You

"Hardão" dos bons, um pouco mais lento e com menos peso. Mas, é sem dúvida mais uma grande canção. Os autores foram: Michael Bloodgood, C. Eddy e Paul Jackson (que também assina o solo de guitarra da canção)

8. Run The Race

Old-Scholl, "bem Bloodgood" seria um "adjetivo" que caberia muito bem nesta música. Parece que saiu de um Cd como "Rock in a Hard Place" ou "All Stand Together". O solo foi dividido e tanto Paul Jackson quanto Oz fox fazem ótimas performances.

9. Father Father

A primeira balada do CD, guitarra e vocal começam esta bela canção que é cheia de melodias. Solo feito pelos dois guitarristas traz uma beleza para a música. BLOODGOOD sempre fez ótimas baladas, e essa não é diferente, os vocais de apoio são ótimos e fazem um ótimo papel "oitentista" nesta música.

10. Man In The Middle

Outra música fantástica, a linha da bateria nesta música é muito boa, e a música se torna em alguns momentos bem agressiva, o timbre do baixo tocado por Bloodgood está muito pesado dando um efeito fantástico. O solo é muito bom, bem expressivo e também feito tanto por Oz, quanto por Paul.

Ao vivo em 2008

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

11. Crush Me

Linda música tocada no violão, que novamente tem um timbre fantástico, e a captação e gravação são fantásticas. Les Carlsen tem um momento memorável, é impressionante a emoção que ele coloca no vocal, uma das melhores interpretações e atuações do vocalista no CD, e o solo feito por Paul Jackson é muito bom.

12. In The Trenches

Pesada, tensa com muita distorção e timbres graves. Ótima música, o solo é expressivo e muito bom, assinado por Paul Jackson. Na parte final da música as vozes que surgem, além dos membros do BLOODGOOD, são de mais três pessoas que participaram/colaboraram/contribuíram na arrecadação no Kickstarter.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

obs: Vídeo do time de Football Americano Seattle Seahawks NFL para a final do campeonato, BLOODGOOD também é da cidade de Seattle

13. The Word [Faixa bônus para os participantes do projeto Kickstarter]

A música bônus foi liberada apenas para download (a principio apenas dos participantes do projeto), ela não está inclusa no CD físico, o som é rápido e bem Hard Rock, o momento do solo de guitarra é muito legal, pois os intrumentos crescem juntos e a bateria entra com o pedal duplo, e deixa o momento mais pesado. O grito final é ABSURDO, Les Carlsen vai subindo a sua voz nota a nota, e chega num tom impressionante. Fecha o trabalho de maneira fantástica!

A produção do CD ficou com Paul Jackson e foi co-produzido por Michael Bloodgood e Les Carlsen.

Mais um grande lançamento do BLOODGOOD, com certeza tudo o que ele propuseram no começo do trabalho eles conseguiram cumprir. Um ótimo CD, com um clima old-school mas com uma ótima tecnologia, esse não é só um trabalho para compor a discografia, mas um dos melhores que eles lançaram. A formação da banda com Paul Jackson e Oz Fox, trouxe um peso maior e uma criatividade ótima para banda além de terem participações importantes como autores e co-autores das músicas. Esperemos que como esse, venham outros ótimos trabalhos...

Track List :

1. Lamb Of God (Les Carlsen e Paul Jackson)
2. Run Away (Michael Bloodgood, Les Carlsen, Paul Jackson e David Zaffiro)
3. Child On Earth (Les Carlsen e Oz Fox)
4. I Will (Paul Jackson e Greg Sweet)
5. Bread Alone (Les Carlsen e Oz Fox)
6. Pray (Les Carlsen e Paul Jackson)
7. I Can Hold You (Michael Bloodgood, C. Eddy e Paul Jackson)
8. Run The Race (Michael Bloodgood, Les Carlsen e Paul Jackson)
9. Father Father (Les Carlsen e Paul Jackson)
10. Man In The Middle (Les Carlsen e Oz Fox)
11. Crush Me (Les Carlsen e Paul Jackson)
12. In The Trenches (Michael Bloodgood, Les Carlsen)

13. The Word [Kickstarter Supporters Bonus Track]


Formação da banda no CD - Instrumentos que tocam - CDs/DVDs que participaram

Michael Bloodgood – Baixo - Todos os Lançamentos
Les Carlsen - Vocais - Todos os Lançamentos
Paul Jackson - Guitarra (Out of the Darkness, Alive in America, Shakin' the World, All Stand Together, To Germany With Love, Dangerously Close)
Oz Fox - Guitarra (Live in Norway DVD, Dangerously Close)
Kevin Whisler - Bateria (Out of the Darkness, Alive in America, Shakin' the World, Dangerously Close)

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Dangerously Close - Bloodgood

354 acessosResenha - Dangerously Close - Bloodgood712 acessosBloodgood: Mostrando que ainda sabem fazer Metal

464 acessosMichael Sweet e John Schlitt: vocalistas em turnê pelo Brasil285 acessosStryper: previsão de lançamento de novos trabalhos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Stryper"

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Michael SweetMichael Sweet
Bebo, fumo, falo palavrão, desprezo religião e sou cristão

Van HalenVan Halen
"Deviam ter mudado de nome quando Sammy entrou!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Blood Good"0 acessosTodas as matérias sobre "Stryper"

Heavy MetalHeavy Metal
Os 11 melhores álbuns da década de 70

Eddie Van HalenEddie Van Halen
Falando sobre o solo de "Beat It"

Collectors RoomCollectors Room
Fã compra tudo o que vê pela frente com o nome Scorpions

5000 acessosFolk Metal e Música Celta5000 acessosIron Maiden: esperança e glória5000 acessosMacabro: a maioria dos bons não morre aos 274209 acessosRate Your Music: os melhores discos de todos os tempos5000 acessosRoger Waters: Caiam na real, ele não está mais no Pink Floyd5000 acessosPapa Francisco: clássico gesto de Dio é reproduzido pelo Pontífice

Sobre Jefferson Guedes Giammelaro

Um cara que gosta muito de música e que sabe que ela pode ser muito mais que apenas sons (ou barulho), mas sim algo que pode mudar vidas. Casado, cristão, guitarrista, colecionador de CDs e um cara que gosta muito de divulgar, reviver e ajudar na caminhada de novas e antigas bandas que não são apenas passageiras, mas que acrescentem algo na jornada... Buscando voltar à essência! Twitter: @je_ggg.

Mais matérias de Jefferson Guedes Giammelaro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online