Adrenaline Mob: Sobrevivendo após a saída de Portnoy

Resenha - Men of Honor - Adrenaline Mob

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após iniciar como um "superprojeto", o ADRENALINE MOB se firmou posteriormente como uma das grandes bandas da atualidade. E tal fato pode ser comprovada pelo de, mesmo com a saída de seu membro até então mais famoso, o baterista Mike Portnoy, não fez qualquer diferença na sonoridade da banda, que manteve sua excelência em segundo e melhor trabalho, "Men of Honor", que estará disponível no mercado nacional já no próximo dia 06 de março, via Hellion Records.

Megadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por MustaineEpica: belas fotos da bela vocalista Simone Simons

Como todos que acompanham a carreira da banda sabem, Mike Portnoy era um verdadeiro convidado de luxo na banda, pois já no primeiro trabalho não havia contribuído com composições (apenas com alguns arranjos), e a sonoridade do ADRENALINE MOB não exigia tanto de suas habilidades. Agora, mesmo com sua saída, Russell Allen e Mike Orlando, as duas mentes criativas por trás da banda, conseguiram se superar ainda mais, lançando um disco consistente, maduro e viciante.

E, como não poderia deixar de ser, ambos são os grandes destaques da banda. Mike Orlando continua sendo uma verdadeira máquina de criar riffs e solos extraordinários e marcantes, com uma sonoridade moderna e agressiva, com toques de hard rock, stoner e muito groove. Sem dúvida uma das grandes revelações do instrumento nos últimos anos. Já Russell continua em sua evolução, e mesmo tendo uma carreira das mais relevantes, parece que consegue a cada novo álbum melhorar ainda mais suas interpretações, seja nos momentos mais agressivos, como nas arrasa quarteirão "Mob is Back", "Men of Honor" (com vozes rasgadas e brutais) e "House of Lies", seja nos mais melódicos e introspectivos, como nas ótimas baladas "Behind These Eyes" e "Crystal Clear".

O baterista AJ Pero também faz um trabalho bem intenso e preciso, embora as faixas, em sua maioria, não exijam tantos apuros técnicos.

A produção do disco, feita pelo próprio Mike e Russell, também é irrepreensível, e a belíssima arte da gráfica, que segue os padrões "mafiosos" banda, feita pelo artista Marc Sasso, também são atrativos ainda maiores para os fás adquirirem o trabalho original.

Certamente um disco que entrará fácil para a lista dos melhores de 2014, e teimará em não sair de seu player, colocando o ADRENALINE MOB no rol das grandes bandas do metal contemporâneo.

Men of Honor - Adrenaline Mob
(2014 - Hellion Records - Nacional)

Track List:

1. Mob Is Back
2. Come on Get Up
3. Dearly Departed
4. Behind These Eyes
5. Let It Go
6. Feel the Adrenaline
7. Men of Honor
8. Crystal Clear
9. House of Lies
10. Judgment Day
11. Fallin to Pieces


Outras resenhas de Men of Honor - Adrenaline Mob

nullnullnull




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Adrenaline Mob"


Mike Portnoy: Adrenaline Mob não tem a ver com progressivoMike Portnoy
Adrenaline Mob não tem a ver com progressivo

Adrenaline Mob: Um pouco sobre David Z.Adrenaline Mob
Um pouco sobre David Z.

Mike Portnoy: eu baixo músicas o tempo todoMike Portnoy
"eu baixo músicas o tempo todo"


Megadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por MustaineMegadeth
As pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine

Epica: belas fotos da bela vocalista Simone SimonsEpica
Belas fotos da bela vocalista Simone Simons

Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenLauren Harris
Como é ser filha do baixista do Iron Maiden

Musas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casaDane-se Bruce Dickinson: Simone Simons no metrô é muito melhorKiss: 10 músicas gravadas com formações completamente alternativasElvis Presley: as capas "cover" do primeiro álbum

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGooILQ