Matérias Mais Lidas

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Após treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do SepulturaApós treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do Sepultura

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

A importante dica sobre política que Tico Santa Cruz recebeu de Fábio AssunçãoA importante dica sobre política que Tico Santa Cruz recebeu de Fábio Assunção

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Supla diz que pode se candidatar a algum cargo pelo PT nas eleições de 2022Supla diz que pode se candidatar a algum cargo pelo PT nas eleições de 2022


Stamp

D.A.M: Mesclando elementos da música erudita com Heavy Metal

Resenha - Tales Of The Mad King - D.A.M

Por Gisela Cardoso
Em 24/12/13

Após o lançamento do EP "Possessed" no início do ano, já era de se esperar que algo ainda mais grandioso estaria por vir. Então eis o que a D.A.M tem a nos oferecer agora: "Tales Of The Mad King" – o álbum de estreia da banda liderada pelo vocalista/tecladista Guilherme de Alvarenga.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme o esperado, o debut segue a mesma linha do trabalho antecessor - ou seja, um Death Metal Melódico bem trabalhado e original, proveniente da mescla de elementos da música erudita com os do Heavy Metal. Os teclados, mais uma vez, se destacam por meio de belos arranjos e solos, fornecendo um som majestoso. No entanto, desta vez, o D.A.M nos oferece uma sonoridade ainda mais épica, recheada de novos elementos.

A começar pela primeira faixa, "Beyond the Mist", que se trata de uma bela introdução, anunciando a vinda da épica "Avalon", que possui riffs memoráveis, teclados que deixam qualquer um arrepiado, e um vocal inigualável. A "Lost Kingdom" também é dotada de bons riffs, e uma bateria que se destaca com suas fortes batidas. Em seguida, a "Battlefield" é mais rápida e apresenta riffs mais pesados, vocais alternados em rasgados e guturais, e uma precisão no baixo. Também chamo atenção para os ótimos solos de guitarra e teclado – o momento que todos esperam em um bom Melodic Death.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A "Crusader’s Quest", inicialmente, fornece uma atmosfera um pouco melancólica. Mas, em seguida, transmite uma sonoridade remetente ao Power e Symphonic Metal, principalmente pela presença de vocais limpos, o que engrandeceu ainda mais a composição. As influências do Power, Symphonic e até mesmo da música neoclássica seguem ao longo do álbum, como por exemplo, na "Excaliburn" e "Sword In The Stone".

Em seguida, a "Path Of Victory" também se destaca na bateria, e, curiosamente, a sua sonoridade lembra a do Children Of Bodom em seus primeiros álbuns. A "Excaliburn" também é um ótimo exemplo para ilustrar o que a banda tem feito até o momento: um som original que possui todos os seus instrumentos muito bem explorados, com influências que vão da música clássica a diversas vertentes do Metal.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A "The Morning For Your Absence" e "Tales Of The Mad King" também merecem uma atenção especial: a primeira é mais lenta e conta com a participação de vocais líricos, o que combinou muito bem com a música. Para fechar o disco, a "Tales Of The Mad King" faz jus à sua função de faixa-título, oferecendo um som sensacional, com vocais limpos e rasgados, e, claro, um grande desempenho nos teclados, que também está presente nas faixas anteriores.

https://soundcloud.com/d-a-m-band/tales-of-the-mad-king

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Melodia, peso, velocidade e sinfonia são o que podemos encontrar na obra "Tales Of The Mad King". É realmente admirável a capacidade de agregar várias influências em uma só sonoridade, que por sinal, é muito bem trabalhada. Vale ressaltar que a competência e dedicação são muito evidentes – o que já se tornou uma marca registrada na D.A.M, juntamente com a grandiosidade de suas composições.

Tracklist:

1)Beyond the Mist
2)Avalon
3)Lost Kingdom
4)Battlefield
5)Crusader´s Quest
6)Path to Victory
7)Excaliburn
8)The Oath of Death
9)The Mourning for your Absence...
10)The Wizard´s Oracle
11)Sword in the Stone
12)Tales of the Mad King

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O álbum "Tales Of The Mad King" já pode ser adquirido acessando o seguinte link:

http://www.cdbaby.com/cd/dam3

Facebook:
http://www.facebook.com/dametalband
Soundcloud:
https://soundcloud.com/d-a-m-band
Twitter:
http://www.twitter.com/OfficialDAMBAND

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso.