AntiVoid: Portugal domina no Death Metal!

Resenha - Senseless - AntiVoid

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando um disco de Death Metal te pega pelas tripas e te vira do avesso, é porque agradou, e muito. É esse o caso desse material preciosíssimo dos portugueses da AntiVoid, cuja completa audição é um perigo, por deixar as vísceras expostas. E os caras foram atrevidos, já que a banda surgiu em 2012 (sob o atual nome) e já colocou no mercado um belíssimo 'full'!

Guns N' Roses: transtorno bipolar, a doença de Axl RoseJason Becker: O mais tocante desafio do balde de gelo

Sem brincadeira, trata-se de um Death Metal 'ols school' extremamente empolgante, sem precisar tocar a mil por hora o tempo todo. Pois é, os caras não exageram e equilibram os momentos mais velozes (que não tão rápidos assim) com outros mais cadenciados. E que resultado fenomenal saiu disso!

Há aqui e acolá umas levadas quase Hardcore/Crust que fazem qualquer um levantar e começar a se arrebentar no mosh pit. Mesmo que o ouvinte forme a roda sozinho no recinto.

A primeira faixa, "Born to Die", tem um quê dos riffs da Napalm Death, daqueles tempos mais experimentais do grupo. Até o vocal remeteu um pouco a Barney Greenway, incrível! Mas a semelhança acaba aí.

Aliás, o vocalista Vitor é um urso, com seus vocais obscuros e demoníacos. Muito bons!

Mas seria possível destacar qualquer outra composição, pela qualidade inquestionável que todas possuem. Não tem novidades no som da AntiVoid, mas tem aquele elemento-chave que faz toda a diferença: pegada.

As músicas são impressionantemente encorpadas, "cheias" mesmo, bem "soco na cara". Esse efeito é, em grande parte, provindo do trabalho da gravação, aliada ao talento dos lusitanos. Não deixa sobreviventes.

E pra quem acha que será impossível adquirir o 'debut', é a hora da emoção: ele está disponível para download gratuito no site dos caras! Testemunhem um dos ótimos discos de Death de 2013 e espalhem a praga pelo planeta!

AntiVoid - Senseless
Independente - 2013 - Portugal

http://www.antivoidband.com/
https://www.facebook.com/antivoidofficial
antivoidofficial@gmail.com

Tracklist:

1. Born to Die
2. Believe
3. Life`s a Bitch
4. Children of Chaos
5. Riot Blow
6. Story from a Book
7. Silence Sucks
8. Endgate
9. The End of Days
10. Gods Pigs
11. Ungreatfull Sons
12. Dirty Love Song
13. Careless
14. Grind My Gears
15. Glad to Be Mad



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "AntiVoid"


Guns N' Roses: transtorno bipolar, a doença de Axl RoseGuns N' Roses
Transtorno bipolar, a doença de Axl Rose

Jason Becker: O mais tocante desafio do balde de geloJason Becker
O mais tocante desafio do balde de gelo

Agressividade: 21 caras que fizeram a história do rock pesadoAgressividade
21 caras que fizeram a história do rock pesado

Guitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os temposLinkin Park: Mike Shinoda fala como Chester se sentiaSlayer: Tom Araya está de saco cheio da rotina de gravar e sair em turnêBroderick: ex-Megadeth explica porque prefere tocar com 7 cordas

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.