Confronto: Uma pauleira seguida de outra

Resenha - Imortal - Confronto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

9


Só posso começar essa resenha com um grande pedido de desculpas aos meus vizinhos! Sim, isso mesmo. Não sei se são leitores do site, mas fica registrada a minha tentativa de ser perdoado por eles.

Kiss sobre Secos e Molhados: "há quem acredite em OVNIs"Black Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A razão das desculpas? Simples: nos últimos dias tenho ouvido o novo CD da banda carioca CONFRONTO e é quase que obrigatório ouvir "Imortal" com o volume no talo, goste seu vizinho ou não.

O CD é um arregaço e traz uma pauleira seguida de outra, já desde os primeiros segundos da faixa título. A velocidade e o peso tomam conta do álbum até a sexta canção, "1h", com participação de ninguém menos do que João Gordo (RATOS DE PORÃO) e a coisa toda só acalma em "Rosaly", uma faixa instrumental regada a violão e percussão.

Daí pra frente é só porrada de novo, graças às palhetadas rápidas de Max Moraes, às precisas linhas de baixo de Eduardo Moratori e à dupla de Felipes, o Ribeiro, que "desce o braço" na bateria, e o Chehuan, que é responsável pelos vocais que completam com perfeição o som tirado pela banda.

"Pra quem nasceu na guerra o inferno é um lar". Esse trecho da música "Meu Inferno" dá o tom das letras do CONFRONTO, fortes e diretas, cantadas em português e com a tradução em inglês no encarte (o que é muito legal para divulgação do trabalho no exterior, já que a banda tem mais de 200 shows internacionais no currículo).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Faixas imperdíveis: "Imortal", "Meu Inferno", "Eu Sou A Revolução", "1h" e "Levante", para mim a melhor do disco, tanto pela letra quanto pela sonoridade. Essas são as canções indispensáveis. Comece por elas, mas ouça o álbum todo em alto e bom som!

Este é meu primeiro contato com a música da banda CONFRONTO, mas podem ter certeza de que vou atrás dos outros lançamentos desse importante nome do Metal e Hardcore nacional.

Nacional – Urubuz Records

Banda:
Felipe Chehuan (vocal)
Max Moraes (guitarra)
Eduardo Moratori (baixo)
Felipe Ribeiro (bateria)

Track List:
01. Imortal
02. Flores da Guerra (part. Carlos "Vândalo" Lopes)
03. Meu Inferno
04. Eu sou a Revolução
05. Aos Dragões
06. 1h (part. João Gordo)
07. Rosaly (Instrumental)
08. Sangria (part. Felipe Eregion)
09. Levante
10. Mariah
11. Emissarium
12. Dilúvio


Outras resenhas de Imortal - Confronto

Resenha - Imortal - Confronto



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kiss sobre Secos e Molhados: há quem acredite em OVNIsKiss sobre Secos e Molhados
"há quem acredite em OVNIs"

Black Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill WardBlack Sabbath
O dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280