RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de “Gita”

imagemA opinião de Humberto Gessinger sobre movimentos separatistas da região Sul do Brasil

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemVocalista do Stryper afirma que Metallica é a banda de metal que ele menos gosta

imagemAndreas Kisser tira uma com o Flamengo após derrota; "Tri mundial só um"

imagemCinco ícones do heavy metal que morreram de forma trágica

imagemPróximo álbum do Metallica será lançado em fitinha que custa mais de 80 reais

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour

imagemComo Brian May acabou fazendo participação especial em disco dos Paralamas do Sucesso?

imagemNervosa anuncia que próximo disco de estúdio está gravado

imagemDave Mustaine diz que atual formação do Megadeth é mais bem-sucedida em anos

imagemPróximo do Angra contará com Fernanda Lira, Mayara Puertas, Karina Menascé e Angel Sberse


Stamp

Tierramystica: Um trabalho inovador, coeso e bem produzido

Resenha - Heirs of the Sun - Tierramystica

Por Marco Paim
Postado em 19 de outubro de 2013

Ó o metal gaúcho outra vez surpreendendo! O hepteto porto-alegrense lançou neste ano o seu segundo álbum oficial, o "Heirs of the Sun", e de cara você já nota diferença na produção do trabalho, créditos ao MARCELLO POMPEU e o HEROS TRENCH, da Mr. Som Studio, e na maturidade dos arranjos. Apesar de manter a mesma linha de composições, misturando o metal melódico com a sonoridade latina, mais especificamente da cultura andina, aliás, uma marca registrada da banda, nota-se um grupo mais entrosado e solto, já que GUI ANTONIOLI já não é mais o "novo vocalista", o cara que teve de pegar o bonde andando, mas "a voz" do TIERRAMYSTICA, quase impossível agora desassociar as duas coisas.

Falando nisso, GUI ANTONIOLI está demais, numa fase ótima, cantando muito! Ousou bastante nas linhas vocais e deu muito certo, é notável a sua evolução técnica. Ainda falando dos vocais, temos também a voz de RICARDO "Chileno" DURÁN fazendo harmonizações perfeitas, enriquecendo ainda mais esta parte da sonoridade do TIERRA...

O álbum abre com a instrumental acústica e melódica "When the New Dawn Arrieves", com todos aqueles instrumentos folclóricos como o charango e flautas de bambu (quena e zampoña), aliás, as harmonizações com esses instrumentos serão uma constante em todo o álbum. Depois a banda entra com tudo na primeira grande música, "Vision of the Condor", um som que mistura o progressivo e o melódico, com um grande refrão, uma música bem "pra cima", e não pude deixar de notar uma certa influência do AKASHIC nesse som, principalmente no mormento do solo. Esta música ganhou até um videoclipe lançado na última semana (abaixo).

Depois o ritmo acelera em "Essence of Pride", com um "pézinho" no SYMPHONY X, tem velocidade e quebradeira, e "Myths of Creation", outra grande canção do álbum, onde vemos a banda mudar bases, ritmos, andamentos e dinâmicas a todo o momento, mesclando velocidade, momentos acústicos e cadenciados, destaque para o ótimo e emocionante solo de guitarra. Logo em seguida tem a calma e acústica "Shine, Once Again", onde todos aqueles instrumentos peculiares são tocados de forma magistral, exceto no momento do solo, onde entra a banda toda "plugada", você quase se vê em terras andinas, em meio ao povo Asteca e Inca, e a emoção que o GUI passa nessa música é de arrepiar.

E o ritmo andino continua em "Men on Earth (Mapuche)", também totalmente acústica e desta vez é tocada com um tradicional instrumento gaúcho, o bombo leguero, outra sonzeira com uma incrível harmonização de flautas. E a banda volta a passar o rolo compressor em "Gate of Gods (Hayu Marca)", rápida e progressiva, possui um refrão bem marcante e muitas variações de ritmos. "The Rise of the Feathered Serpent (Quetzacoatl)", começa calma e depois de alguns segundos entra arrebentando, com o Gui mandando ver nos drives, e novamente chama atenção o refrão bem melódico, com muitas harmonizações.

E agora vem a grande surpresa do álbum, "Llanto de Mi Tierra" é acústica e toda cantada em espanhol! Sim, já que a banda explora todo esse universo da música latina e é muito reconhecida em países como a Argentina, nada mais justo que fazer uma homenagem a essa história, aos hermanos. E não é que ficou legal, aliás, muito legal!! E o álbum fecha com a instrumental "Inti Sunset", um som acústico e folclórico, calma, ela possuí lindas melodias de flautas, passa bem aquele sentimento de finaleira, para relaxar.

O TIERRAMYSTICA, na minha opinião, e acredito que na opinião de todos que terão acesso a esse material, é hoje uma das maiores bandas brasileiras de metal. Uma banda extraordinária, com muito potencial e que o mundo começa a conhecer aos poucos. Acredito em ótimos frutos vindo do "Heirs of the Sun", pois é um trabalho inovador, coeso e bem produzido, com músicas de conteúdo. Até aonde eu sei o som do TIERRAMYSTICA é único!!! Parabéns GUI, parabéns a toda a banda, vocês conseguiram!

https://www.facebook.com/tierramystica

[an error occurred while processing this directive]

TIERRAMYSTICA - "Heirs of the Sun" - (2013)
(Megahard)
Track-list
01. When the New Dawn Arrieves
02. Vision of the Condor
03. Essence of Pride
04. Myths of Creation
05. Shine, Once Again
06. Men of Earth [Mapuche]
07. Gate of Gods [Hayu Marca]
08. The Rise of the Feathered Serpent [Quetzacoatl]
09. Llanto de Mi Tierra
10. Inti Sunset

Line-up do CD
Gui Antonioli - Vocal e percussão
Alexandre Tellini - Guitarra, Violão e Zampoña
Fabiano Muller - Guitarra, Violão e Quena
Rafael Martinelli - Baixo, Quena, Backing vocals e Zampoña
Luciano Thumé - Teclados
Duca Gomes - Bateria*
Ricardo "Chileno" Durán - Vocal, Ocarina, Charango e Violão

[an error occurred while processing this directive]

*Duca deixou a banda sendo substituído por Rafa Dachary, baterista que aparece no clipe.


Outras resenhas de Heirs of the Sun - Tierramystica

Resenha - Heirs of the Sun - Tierramystica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Ricardo Confessori: "O Shaman foi o ápice da nossa carreira"


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal