Konstellation: Black/Death Metal com nuances de Progressivo

Resenha - Order Of The Universe - Konstellation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Essa banda iniciou suas atividades em 2006 sob a alcunha de Tenowar e em 2009 (não me perguntem por que) alterou seu nome para The Konstellation. Oriundo de Budapeste, Hungria, o grupo é liderado pelo músico e compositor OM e já lançou uma demo e dois EP´s antes deste debut.

A sonoridade da banda corresponde a um Black/Death Metal com nuances de Progressivo. Mas, diferentemente de grupos como Enslaved e Vargsheim, por exemplo, o trabalho dos caras não engloba raízes do Classic Rock e pende para algo mais moderno e com pitadas de Space Metal.

publicidade

Não, não há intervenções viajantes de teclado, mas a música deles engloba temas do tipo e possuem tal clima. Os riffs de guitarras são fieis ao Black Metal tradicional com uma boa dose de técnica. A cozinha variada, raramente soa veloz e dá um bom suporte às composições.

O destaque sem dúvidas é o trabalho vocal de OM. As variações são muito boas, indo do limpo ao gutural, passando por vocais maléficos (na linha Covenant/Arcturus) e até algumas partes sintetizadas que dão todo o ar de modernidade ao som do quarteto.

publicidade

Difícil destacar alguma faixa, já que as mesmas parecem serem interligadas. A sensação no final da audição de "Order Of The Universe" é a de que ouvimos apenas uma composição, não que as 11 faixas são totalmente semelhantes, mas que elas se completam. Um bom disco para quem gosta de música extrema e variada.

http://www.facebook.com/TheKonstellation/info
http://thekonstellation.bandcamp.com/

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pink Floyd: Perguntas e respostas e curiosidadesPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin