Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemA sincera resposta de João Gordo para quem o acusa de ser "traidor do movimento"

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii que faz uma dura crítica à panelinha do rock nacional

imagemO sensato conselho que Lulu Santos deu para o novato Herbert Vianna

imagemDez clássicos do rock e do heavy metal que não têm bateria

imagemBittencourt começou a fazer tai chi chuan no camarim após beque de Mariutti bater forte

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"

imagemEddie Munson faz metaleiros virarem novos crushes da geração TikTok, diz site

imagemMúsicos famosos fizeram teste para o AC/DC sem que ninguém soubesse, conta baterista

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte


Dream Theater 2022

Siege of Hate: banda reúne uma mistura de ódio e pancadaria

Resenha - Animalism - Siege of Hate

Por Leonardo M. Brauna
Em 04/07/13

Nota: 9

Não existe nada mais consolador que você esperar por um trabalho de uma banda e finalmente quando ele sai os fatos vêm a superar as expectativas. Foi assim com SIEGE OF HATE. Depois de uma turnê europeia, resultado do lançamento de "Deathmocracy" (2009) e quatro anos de espera desde então, o público pode agora abraçar o novo 'full length', "Animalism". Concebido no MV estúdio as quatorze faixas do CD reúnem uma mistura de ódio e pancadaria que agridem os ouvidos mais sensíveis. O lançamento oficial foi no dia 16 de junho no Beach Club, Fortaleza (CE) e a fórmula é a mesma de seu antecessor, porém posso dizer que os riffs estão mais aprimorados dando liberdade aos vocais de Bruno Gabai que dessa vez trabalha sozinho nas entonações. O guitarrista Fábio Morcego que entrara em 2010 chegou a finalizar as gravações, mas hoje a banda segue como trio tendo George Frizzo (baixo) e Saulo Oliveira (bateria) completando o time.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Animalism" além de trazer a identidade do grupo que faz um 'Death/Grind' rico na sua essência, ainda oferece temas que vão do 'Hardcore Punk' ao 'Crossover'. De cara a primeira faixa "Grinding Ages" já reflete esse pensamento, o seu peso sustentado nas bases que rasgam a audição joga força e velocidade que causa impacto aos desavisados.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O 'Death Metal' está mais presente em "Catharsis" que não economiza nas palhetadas e ainda traz uma das marcas registradas da banda, a mudança de vocais mais rasgados para execuções guturais. Em alguns momentos o riff até recebe um pouco de influência da cena norueguesa que aqui só vem a acrescentar mais valores.

Já "The World I Never Knew" revela por que a banda está sendo considerada uma das maiores no estilo 'Death/Grind' do Brasil. Impossível ficar parado diante do "derramamento" sonoro extraídos dos instrumentos. A batida cadenciada de Saulo deixa o baixo de George bem evidente nos primeiros momentos fazendo o 'Hardcore' invadir os alto-falantes.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A fúria toma mais corpo com a seguinte, "Waiting For What" que desagua em "Hypochrist" totalmente dominadas pelo peso motor do 'Grind' que faz entortar a sua cervical. Mas cuidado para não se desestruturar nessas que ainda são a quinta e sexta faixas do álbum. A banda cearense com certeza não iria gostar de receber processos por motivo de lesões na nuca de nenhum fã!

Em "Life Rules" destaque para a entrada da cozinha que mostra um baixo em distorção eletrizante acompanhado de batidas desenfreadas que não deixa a empolgação ir embora. Porém a próxima, "Live Hard, Die Harder" já deixa você respirar um pouco com bases sem velocidade, mas com muito peso, portanto ela é só uma ponte de 55 segundos que não pode faltar em nenhuma banda 'Grindcore'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outra que merece atenção é "Individual Community", sua execução direta e certeira reflete bem a soma de sua qualidade. Na mesma linha segue "Dissonance" que traz uma vinheta utilizando parte do discurso de uma certa "presidenta" ofuscado por sirenes de viaturas. Prova de que a banda mesmo criando as suas letras em inglês, está diretamente envolvida na construção de assuntos do nosso país que reflete a miséria de uns, luxo e riqueza de outros.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Nesses dezesseis anos de atividade, o SIEGE OF HATE vem se solidificando cada vez mais na cena nacional e internacional levando consigo um pedaço da história do Metal cearense. Esses poucos comentários sobre "Animalism" servem não apenas na divulgação dessa obra, mas também mostrar ao leitor o crescente valor que se acumula no nordeste em se tratando de Metal. Para aquele que se interessar o álbum está disponível para download gratuito no link abaixo:

http://www.bunalti.com/?p=274422

Contatos:

https://www.facebook.com/siegeofhate?fref=ts

https://myspace.com/siegeofhate

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Formação:

Bruno Gabai – Guitarra, Vocal;
George Frizzo – Baixo;
Saulo Oliveira – Bateria.

Faixas:

01.Grinding Ages;
02.Turmoil;
03.Catharsis;
04.The World I Never Knew;
05.Waiting For What?;
06.Hypochrist;
07.Life Rules;
08.Live Hard, Die Harder;
09.Beware What You Wish;
10.Repelling Rumors;
11.Individual Community;
12.Dissonance;
13.Real Ties;
14.Vida e Morte.


Outras resenhas de Animalism - Siege of Hate

Resenha - Animalism - Siege of Hate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna.