Obskure: Death com toques melódicos e técnica bastante apurada

Resenha - Dense Shades of Mankind - Obskure

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar Correções  

publicidade

9


Cada vez que escuto o CD – e garanto que já foram/são muitas, muitas mesmo -, penso: "cara, aí está uma banda habilidosamente completa". E o segundo pensamento: "uma pena que só tive acesso ao material recentemente, pois teria entrado com folga na lista de melhores de 2012". Mas sem lamentações, vamos lá! Quem já conhece essa bandaça cearence, fundada em 1989, sabe o quanto ela é incrível com seu Death Metal com altos toques melódicos e técnica bastante apurada.

Obskure: Overcasting é uma pequena obra-prima do Death Metal técnico nacional

Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Agora, mais do que nunca, é hora de ter o reconhecimento que merece há um bom tempo, e a chave para isso é o excepcional "Dense Shades of Mankind", um dos álbuns de música extrema mais inspirados dos últimos tempos e que – vale mencionar – levou mais de três anos para ser concretizado.

O lançamento, em formato digipack, é resultado também do prêmio de um edital de incentivo à música da prefeitura municipal de Fortaleza conquistado pelo pessoal. Mais que merecido!

Às músicas agora: são tão boas, que realmente fica dificílimo encontrar palavras para descrevê-las. É tentar imaginar um som brutal, criativo e ao mesmo tempo belo, para imaginar o quanto são espetaculares.

Os teclados são usados de maneira magistral, criando climas soturnos, sem pecar em exageros, como deveria sempre ser. O restante dos instrumentos também é só alegria: guitarras pesadas e envolventes, um baixo cuidando dos graves com competência e uma bateria que faz o que quer. Já volto a falar desse último elemento.

O material gráfico riquíssimo, desenvolvido pelo consagrado artista Gustavo Sazes, está à altura do trabalho do sexteto, formado por Jolson Ximenes (baixo), Wilker D'Angelo (bateria), Fabio Barros (teclados), Daniel Boyadjian (guitarra), Amaudson Ximenes (guitarra) e Germano Monteiro (vocal).

Agora retomando: notaram o sobrenome D'Angelo na bateria? Pois sim, é ele mesmo, a máquina trituradora de tambores da Facada! Aqui nesse disco, no entanto, o cara mostrou uma técnica ainda mais fantástica, que vai muito além dos soberbos ‘blast beats’ de seu outro conjunto. Realmente nota 10!

Há ainda participações especiais de renome: Marcelo Barbosa (guitarra - Kallice/Almah), Claudine Albuquerque (vocal feminino de respeito) e Daniel Boyadjan (vocal) emprestam seus talentos à Obskure. Além disso, o CD conta também com galeria de fotos e o clipe de "Christian Sovereign", que pode ser visto abaixo. Coisa finíssima!

Não é exagero dizer que o álbum é extremamente empolgante e que vicia logo à primeira audição. Parabéns a uma das melhores bandas do Norteste brasileiro e que seus integrantes permaneçam nesse caminho certeiro do Metal da morte, em parceria com a melodia.

Obskure – Dense Shades of Mankind
Independente – 2012 – Brasil

http://www.facebook.com/obskuredeathmetal?fref=ts
http://www.myspace.com/obskuredeathmetal
[email protected]
[email protected]

Tracklist:
1. Christian Sovereign 04:06
2. Anxious Passage Relief 04:24
3. Tension Eve Massacre 05:24
4. Hidden Essence Rescue 06:40
5. Unsticked 04:31
6. Pieces from the Old Life 05:12
7. From One Who Stopped Dreaming... 04:08
8. Barren Evolution 04:06
9. Memories of a Recent Past 03:42
10. Vermin's Banquet 02:14

Total: 44:27


Outras resenhas de Dense Shades of Mankind - Obskure

Obskure: possivelmente o maior nome do Metal cearense atual

Obskure: Técnica apurada e peso na medida certa

Obskure: Brutalidade e revolta executadas com precisão




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Obskure: Overcasting é uma pequena obra-prima do Death Metal técnico nacional


Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Angra: banda errou na escolha de Fabio Lione?Angra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin