Avantasia: menos ambicioso que seus predecessores

Resenha - Mystery of Time - Avantasia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


De volta após três anos, a metal opera AVANTASIA, uma das mais bem sucedidas da história, lança seu sexto trabalho: The Mystery of Time. Assim como The Scarecrow, é um trabalho bem compacto, de apenas dez faixas (mais duas bônus) e "solteiro", ou seja, desacompanhado de uma parte II (como nos Metal Opera) ou de um disco-gêmeo, como no caso de The Wicked Symphony e Angel of Babylon. Mas isto é totalmente compensado pela presença de uma orquestra. Pela primeira vez, o vocalista, baixista e mentor do projeto TOBIAS SAMMET convida um exército de músicos eruditos para acompanhá-lo na execução das peças avantasianas. No caso, são os membros da Deutsches Filmorchester Babelsberg (algo como "Orquestra de Filmes Alemã de Babelsberg"), a mesma que atuou em Hellfire Club, do Edguy.
5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas5000 acessosSlayer: as preferências do guitarrista Kerry King

A abertura "Spectres" lembra "The Wicked Symphony", que também serviu de abertura, no caso, para o álbum homônimo, de 2010: orquestrada e marcada por um belo trabalho no vocal de TOBIAS, que divide espaço com o estadunidense JOE LYNN TURNER. Logo em seguida, "The Watchmaker's Dream" repete a fórmula TOBIAS+TURNER, mas sem a orquestra. Aqui, o ponto alto fica nos solos: primeiro, a única e breve participação de ARJEN ANTHONY LUCASSEN, multi-instrumentista holandês e líder do AYREON, que traz um solo inspirado e com toques de LORI LINSTRUTH, seguido por outro solo, agora de órgão, por MIRO, tecladista que acompanha o projeto desde o terceiro disco.

Em "Black Orchid", a orquestra volta, e TOBIAS canta com BIFF BYFORD, do SAXON - desnecessário dizer que o resultado foi bom. Em "Where Clock Hands Freeze", o inconfundível MICHAEL KISKE, que marcou presença em todos os discos do projeto, faz uma de suas melhores performances num CD do AVANTASIA.

"Sleepwalking", lançada previamente como single, marca a única participação feminina do disco, na qual TOBIAS faz um dueto com CLOUDY YANG. A balada, que ganhou um clipe ambientado numa bela floresta nevada, quebra um pouco o clima metal do disco e traz algo com um apelo mais hard rock, estilo com o qual TOBIAS gosta de flertar. Esta não é a única balada do disco: "What's Left of Me" é mais pesada, mas ainda tem os toques emotivos, reforçados pelo trabalho da orquestra. Aqui, TOBIAS canta com nítida emoção, talvez para fazer jus à presença de ERIC MARTIN, vocalista do MR. BIG, que faz aqui sua participação no disco.

O respiro de "Sleepwalking" logo dá lugar a "Savior in the Clockrwork", a mais longa do disco, que combina os vocais de TURNER, BYFORD, KISKE e TOBIAS, produzindo uma poderosa faixa. "Invoke the Machine" e "Dweller in a Dream", separadas pela já mencionada "What's Left of me", são como "The Watchmaker's Dream": rápidas e cruas. A primeira já era conhecida dos fãs, por ter sido liberada previamente, e traz a participação de RONNIE ATKINS, do grupo holandês PRETTY MAIDS.

Fechando o álbum, "The Great Mystery", com TOBIAS, TURNER, BYFORD e BOB CATLEY, fazendo aqui sua única participação no disco. Como que sintetizando o disco, a faixa combina o peso das faixas mais power metal com a orquestração das mais sinfônicas e a emoção das baladas.

Não há muito o que reclamar do disco, mesmo sendo uma proposta nitidamente menos ambiciosa que os trabalhos anteriores. Destaque para "Spectres", "The Watchmaker's Dream", "Black Orchid" e "What's Left of Me". Vale lembrar os outros músicos que participaram do disco: além dos veteranos SASCHA PAETH (guitarra base e produção), OLIVER HARTMANN (guitarra solo) e MIRO (teclados); TOBIAS também convidou RUSSELL GILBROOK, do URIAH HEEP, para assumir as baquetas; e o guitarrista BRUCE KULICK, do GRAND FUNK RAILROAD, para alguns solos.

Como dito anteriormente, o disco é menos ambicioso que seus predecessores. Contudo, dentro das possibilidades (10 faixas, a maioria curta, preenchidas pelo trabalho de menos músicos convidados que o usual), TOBIAS conseguiu fazer mais um bom trabalho, mostrando que o AVANTASIA ainda tem fôlego para mais discos.

Abaixo, o vídeo de "Sleepwalking":

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Track-list
1 Spectres
2 The Watchmaker's Dream
3 Black Orchid
4 Where Clock Hands Freeze
5 Sleepwalking
6 Savior in the Clockwork
7 Invoke the Machine
8 What's Left of Me
9 Dweller in a Dream
10 The Great Mystery

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Mystery of Time - Avantasia

5000 acessosAvantasia: hard rock dos bons, grandioso e poderoso5000 acessosAvantasia: Não é seu melhor momento, mas garante diversão5000 acessosAvantasia: álbum dá impressão de que foi feito às pressas5000 acessosAvantasia: fãs do projeto podem comprar de olhos fechados

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de abril de 2013

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Avantasia"

Andre MatosAndre Matos
Assista vídeo de Carry On com Van Canto no WOA

Exportando metalExportando metal
Músicos brasileiros que atuam ou já atuaram em bandas gringas

AvantasiaAvantasia
10 músicas essenciais da Metal Opera

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Avantasia"

DoorsDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

SlayerSlayer
As preferências do guitarrista Kerry King

Bon ScottBon Scott
Em 1980, um dos dias mais tristes do rock n' roll

5000 acessosCapas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da história5000 acessosCuriosidade: artistas que odeiam suas próprias músicas5000 acessosZakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para Ozzy5000 acessosMegadeth: Mustaine diz que a habilidade de Kiko é "Astronômica"4642 acessosIron Maiden, História e Caos: o álbum Piece Of Mind5000 acessosLegiao Urbana: a história até Uma Outra Estação

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 0077507/SP) formado pela PUC-SP e membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil. Paulistano e morador de Carapicuíba (Granja Viana), tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cinema, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados. Além de ouvir, também toca piano e teclado, compondo algumas bobagens de vez em quando.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online