Matérias Mais Lidas

Megadeth: Billy Sheehan diz o que responderia caso fosse chamado a substituir EllefsonMegadeth
Billy Sheehan diz o que responderia caso fosse chamado a substituir Ellefson

Ace Frehley: por que ele está no nível de Van Halen e Hendrix, segundo Jay Jay FrenchAce Frehley
Por que ele está no nível de Van Halen e Hendrix, segundo Jay Jay French

Kiko Loureiro: a música que ele mais sofreu para aprender a tocar na guitarraKiko Loureiro
A música que ele mais sofreu para aprender a tocar na guitarra

Titãs: banda usa as redes sociais para se posicionar contra BolsonaroTitãs
Banda usa as redes sociais para se posicionar contra Bolsonaro

Deep Purple: a reação impagável de Joe Satriani ao ser chamado para tocar com elesDeep Purple
A reação impagável de Joe Satriani ao ser chamado para tocar com eles

Krisiun: Vocal do Satyricon é um cuzão, racista, me seguraram pra não bater neleKrisiun
"Vocal do Satyricon é um cuzão, racista, me seguraram pra não bater nele"

Kiss: sem dinheiro, nada feito; por que Peter Criss não se envolveu no documentário?Kiss
Sem dinheiro, nada feito; por que Peter Criss não se envolveu no documentário?

AC/DC: Axl Rose atrasava para os shows com a banda? Chris Slade respondeAC/DC
Axl Rose atrasava para os shows com a banda? Chris Slade responde

Sepultura: garotada com vocalista de 9 anos grava Roots Bloody RootsSepultura
Garotada com vocalista de 9 anos grava "Roots Bloody Roots"

Metallica: o que James Hetfield pensa da bateria de Lars Ulrich?Metallica
O que James Hetfield pensa da bateria de Lars Ulrich?

Helloween: a música do novo álbum que foi diretamente inspirada por Dr. SteinHelloween
A música do novo álbum que foi diretamente inspirada por "Dr. Stein"

Helloween: Weikath fez as pazes com Andre Matos, que os achava escrotos e arrogantesHelloween
Weikath fez as pazes com Andre Matos, que os achava "escrotos e arrogantes"

Guns N' Roses: em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron MaidenGuns N' Roses
Em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron Maiden

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Gojira: Suas 5 melhores músicas, segundo os leitores da RevolverGojira
Suas 5 melhores músicas, segundo os leitores da Revolver


Arte Musical
Monolito 2
Roça N Roll

Machine Head: disco está completando dez anos de lançamento

Resenha - Hellalive - Machine Head

Por João Paulo Linhares Gonçalves
Em 22/03/13

Vou falar sobre o disco "Hellalive", do Machine Head, que está completando dez anos de lançamento agora, em março de 2013. Um disco que pode ser considerado um divisor de águas na carreira da banda - vou explicar o porquê agora.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O Machine Head estreou com o disco "Burn My Eyes", de 1994, muito elogiado. Em 1997, veio o segundo disco, "The More Things Change...", que contribuiu para o crescimento da banda como um dos grandes expoentes do novo heavy metal americano, movimento hoje conhecido como New Wave Of American Heavy Metal (NWOAHM). No entanto, ao final da turnê de cada álbum, uma baixa: no primeiro, o baterista Chris Kontos; no segundo, o guitarrista Logan Mader. Os substitutos foram Dave McClain e Ahrue Luster, respectivamente. Durante este período, o new metal cresceu muito e chegou a seu ápice de popularidade no final dos anos 90. Talvez por pressão da gravadora, talvez por desejar maior sucesso, a banda deu uma forte guinada de estilo no terceiro disco, "The Burning Red", de 1999, e manteve-se nesse caminho no álbum "Supercharger", de 2001. A guinada não agradou aos fãs antigos da banda, que criticaram bastante. Acontece que o sucesso do estilo new metal foi efêmero e pra completar a desgraça da banda, o vídeo do principal single do disco "Supercharger", "Crashing Around You", contia cenas da cidade de San Francisco em chamas. Com todos os problemas que aconteciam na época devido aos ataques terroristas de 11 de setembro (este álbum foi lançado algumas semanas depois dos atentados), o vídeo foi banido dos canais de música e a banda foi deixada à deriva pela sua gravadora, sem nenhum apoio ou promoção.

A esta altura, a banda ainda devia um álbum para a Roadrunner, e não tinha intenção de retornar ao estúdio naquele momento - eles nem sabiam se queriam continuar na gravadora (acabaram sendo rejeitados por um monte de gravadoras e acabaram assinando novamente com a mesma). Para se livrar da obrigação contratual, nada melhor que um disco ao vivo; utilizaram as gravações de um show em Londres, na Brixton Academy, em dezembro de 2001, complementadas por gravações de um show no festival Full Force, na Alemanha, em julho de 2002. Entre os dois shows, o guitarrista Ahrue Luster deixou a banda; ele foi substituído temporariamente por Phil Demmel (parceiro de Flynn na antiga banda Vio-Lence), que tocou no show da Alemanha.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O repertório escolhido para formar o álbum foi forte, mesclando as principais músicas da fase "new metal" com os petardos mais pesados dos dois primeiros álbuns. Entretanto, mesmo as canções mais recentes ganharam um arranjo e interpretação bem pesados, mantendo o clima do show intenso o tempo todo. Apenas duas canções do show na Alemanha entraram no álbum: "None But My Own" e "The Burning Red".

O disco abre com "Bulldozer", na época a música de abertura do disco que a banda estava promovendo, "Supercharger". O repertório segue uma mistura de canções dos dois últimos discos e dos dois primeiros, mais pesados. Então, temos a seguir "The Blood, The Sweat, The Tears" (uma das poucas boas canções do álbum "The Burning Red") e a seguir duas pesadíssimas, "Ten Ton Hammer" e "Old". "Crashing Around You", a canção com vídeo polêmico (ver acima), fica meio deslocada, pois a seguir temos a melhor sequência do álbum, com "Take My Scars", "I'm Your God Now" e "None But My Own" (esta é uma das minhas preferidas da banda), de tirar o fôlego. "From This Day", "American High" e "Nothing Left" conseguem manter o pique do show, sem empolgar tanto quanto as músicas da sequência anterior. "The Burning Red", um canção lenta e melancólica, é apenas prelúdio para o clássico maior da banda, "Davidian", que vem para derrubar tudo. O disco ainda tem espaço para "Supercharger", a faixa título do álbum mais difícil e de menos sucesso dos caras, que encerra este álbum ao vivo.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A banda se reduziu a um trio (Robb Flynn, Dave McClain e Adam Duce), e resolveu trabalhar firmemente na composição do próximo álbum, antes de escolher o novo guitarrista. O novo guitarrista seria o próprio Phil Demmel, que participou de um dos shows gravados para este álbum ao vivo. O novo álbum de estúdio foi composto e gravado com tremendo capricho e acabou recolocando o Machine Head nos trilhos pesados do thrash metal: "Through The Ashes Of Empires". Mas este é assunto para outro post...

Relação das músicas do álbum (e o disco de estúdio onde a canção aparece originariamente):

1 - "Bulldozer" ("Supercharger")
2 - "The Blood, The Sweat, The Tears" ("The Burning Red")
3 - "Ten Ton Hammer" ("The More Things Change...")
4 - "Old" ("Burn My Eyes")
5 - "Crashing Around You" ("Supercharger")
6 - "Take My Scars" ("The More Things Change...")
7 - "I'm Your God Now" ("Burn My Eyes")
8 - "None But My Own" ("Burn My Eyes")
9 - "From This Day" ("The Burning Red")
10 - "American High" ("Supercharger")
11 - "Nothing Left" ("The Burning Red")
12 - "The Burning Red" ("The Burning Red")
13 - "Davidian" ("Burn My Eyes")
14 - "Supercharger" ("Supercharger")

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Alguns vídeos (todos apenas com o áudio das músicas):

"Bulldozer", faixa de abertura:

"None But My Own":

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Davidian":

Confira esta e muitas outras resenhas no blog Ripando a História do Rock:

http://ripandohistoriarock.blogspot.com.br/

Até a próxima, com muito rock and roll!!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

1994: 15 grandes trabalhos lançados por bandas de rock e metal no ano do tetra1994
15 grandes trabalhos lançados por bandas de rock e metal no "ano do tetra"

Multitarefas: vocalistas do metal que também tocam guitarra em suas bandasMultitarefas
Vocalistas do metal que também tocam guitarra em suas bandas

Machine Head: As letras dessas músicas me levaram para lugares que não queria irMachine Head
"As letras dessas músicas me levaram para lugares que não queria ir"

Machine Head: ouça single com três faixas, que representa esperança no futuroMachine Head
Ouça single com três faixas, que representa esperança no futuro

Machine Head: dez músicas perfeitas para conhecer o trabalho da bandaMachine Head
Dez músicas perfeitas para conhecer o trabalho da banda

Túnel do tempo: 10 músicas que completaram (ou completarão) 10 anos em 2021Túnel do tempo
10 músicas que completaram (ou completarão) 10 anos em 2021

Oceans: banda lança EP "We Are Not Okay", com participação de Robb Flynn

Inesquecíveis: 20 músicas que marcaram os anos 1990 - Parte 2Inesquecíveis
20 músicas que marcaram os anos 1990 - Parte 2

Machine Head: Robb Flynn e Jared MacEachern tocam The Blackening na íntegra em liveMachine Head
Robb Flynn e Jared MacEachern tocam "The Blackening" na íntegra em live

Machine Head: banda celebra mais um aniversário do ótimo The BlackeningMachine Head
Banda celebra mais um aniversário do ótimo "The Blackening"


Metallica: todas as faixas de Master Of Puppets, gravadas por outras bandasMetallica
Todas as faixas de "Master Of Puppets", gravadas por outras bandas

Slayer: conheça outras capas do brasileiro Marcelo VascoSlayer
Conheça outras capas do brasileiro Marcelo Vasco

Machine Head: Robb Flynn recebe ameaças de morte por ter criticado racismo no metalMachine Head
Robb Flynn recebe ameaças de morte por ter criticado racismo no metal


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.

Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves.