Megadeth: álbum mostra toda a genialidade de Dave Mustaine

Resenha - Th1rt3en - Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Realmente temos que reconhecer uma coisa: Dave Mustaine é um dos maiores músicos da história do metal! O cara pode ter todos os defeitos que for, ser arrogante, convencido, encrenqueiro... Mas quando o quesito é seu talento musical (que é o que nos realmente importa), não há como não elogiar o cara. E essa nova fase do MEGADETH nos mostra toda essa genialidade de Mr. Dave.
648 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosAxl Rose: sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley

A banda passou por alguns altos e baixos na carreira, e mesmo após um disco não tão bem recebido como “Risk”, conseguiu se reerguer, atingindo seu ápice no disco “Endgame”, de 2009, que agora é sucedido por este excelente “TH1RT3EN”, mais um trabalho de destaque na carreira do conjunto.

E logo de cara percebemos que estamos diante de um disco menos direto que seus antecessores, com mais passagens trabalhadas e que demanda algumas audições mais apuradas para que se possa captar todas as suas qualidades.

Um dos destaques imediatos do novo lançamento é o grande entrosamento entre Mustaine e Chris Broderick nas guitarras, aliando riffs e solos com perfeição, fazendo lembrar os bons tempos em que Dave dividia as guitarras com Marty Friedman. Além disso, Shawn Drover evolui a cada lançamento, com uma pegada destruidora. Já David Ellefson é o baixista brilhante de sempre, e mostra mais uma vez o porque de ser considerado um dos melhores de todos os tempos do estilo.

“Sudden Death” abre o trabalho mostrando bastante peso e agressividade, como solos virtuosos e um riff base muito legal. Tem um refrão mais cadenciado, mas sem perder o peso. A já conhecida “Public Enemy No.1”, o primeiro single do trabalho, vem na sequência, e mostra também a velha pegada clássica da banda, mesclando elementos de thrash oitentista e heavy metal tradicional, com belos solos e um grande refrão.

“Whose Life (Is It Anyways?)” também é de grande destaque, bastante rápida, e com riffs precisos e solos dobrados, no melhor estilo NWOBHM, além de um vocal distorcido de Mustaine.

Além desta, ainda merecem destaque “We the People” (com muito groove), “Never Dead” (com uma introdução lenta, que deságua em mais uma canção pesada e novamente cheia de groove), “Fast Lane” (mais cadenciada, com Shawn quebrando tudo com seus pedais duplos precisos), “Millennium of the Blind” (uma semi balada, replete de climas soturnos, lembrando até CANDLEMASS em algumas passagens), “Deadly Nightshade” (uma das melhores do disco, com riffs cavalgados e um refrão espetacular) e “13” (um épico, repleta de variações de andamento, encerrando o disco com chave de ouro).

A produção do álbum, realizada por Johnny K, também ficou boa, mas nada comparado com as produções anteriores do mago Andy Sneap, que deixava o som mais na cara.

A fase atual do MEGADETH é das melhores de sua longa trajetória, e este novo disco mostra uma banda revigorada, que tem tudo para seguir firme entre as maiores e melhores do thrash metal, sendo mais um dos grandes lançamentos deste excelente ano de 2011. Não é um disco tão marcante quanto “Endgame”, mas mesmo assim não deixa de ser excelente. Portanto, compre o seu sem pensar duas vezes!

TH1RT3EN – Megadeth
(2011 – Roadrunner Records - Nacional)

Formação:
DAVE MUSTAINE - vocal, guitars
DAVID ELLEFSON - bass
CHRIS BRODERICK - guitars
SHAWN DROVER - drums

1. Sudden Death (5:09)
2. Public Enemy No. 1 (4:15)
3. Whose Life (Is It Anyways?) (3:50)
4. We the People (4:33)
5. Guns, Drugs & Money (4:19)
6. Never Dead (4:32)
7. New World Order (3:56)
8. Fast Lane (4:04)
9. Black Swan (4:10)
10. Wrecker (3:51)
11. Millennium of the Blind (4:15)
12. Deadly Nightshade (4:55)
13. 13 (5:49)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Th1rt3en - Megadeth

5000 acessosMegadeth: Uma retrospectiva de todo o material da banda5000 acessosMegadeth: Mustaine retorna conservador e sem ousadia

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de outubro de 2011

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

648 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa473 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3377 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MetalMetal
Os dez melhores guitarristas da atualidade

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Top 20Top 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Axl RoseAxl Rose
Sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley

LuxúriaLuxúria
Uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história

Corey TaylorCorey Taylor
"Não comprem a playboy da Lindsay Lohan"

5000 acessosHeaven & Hell: mistérios e autocensura na capa de álbum5000 acessosMetal: Gibson.com enumera 50 melhores músicas do gênero5000 acessosRock Stars: como se pareceriam alguns se não tivessem morrido5000 acessosRolling Stone: os cem maiores álbuns de Metal de todos os tempos5000 acessosSlash: falando dos comentários de Simmons, que o "rock morreu"5000 acessosScott Weiland: Duff McKagan salvou vocalista em outra época

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online