Rygel: mostrando a força da "nova geração" no Metal nacional...

Resenha - Imminent - Rygel

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


A banda Santista não é nenhuma estreante, estando na ativa desde 2000, tendo lançado anteriormente "Realities...Life as It Is" em 2009. Porém com "Imminent" a banda subiu um patamar em sua carreira, pois o disco tranquilamente entra nas listas dos melhores discos de 2012. O som continua de difícil definição, não se prendendo a nenhum estilo especifico, podendo ser comparado, com relação exclusivamente a tentar situar a música do Rygel, ao que o Nevermore faz (fazia?). Algumas vezes essa comparação ganha força, mas sem dúvida a banda possui originalidade e competência acima da média. Afinal de contas, quem consegue colocar Power, Metal Tradicional, Thrash Metal e até Progressivo e fazer tudo isso soar naturalmente?

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Imminnent" traz 11 faixas matadoras, começando pela ótima "End of Days", que alia peso e melodia na medida certa. "Just One" mantêm o pique, tendo inclusive virado um ótimo vídeo clipe. "Hope" começa de forma suave, com belas melodias, mas em sequencia descamba para o peso tradicional recorrente em todo disco, peso esse que aumenta de intensidade em "Perfect Stone". "Asking for your Vote" é aquela que mais se aproximaria do que fazia (faz?) o Nevermore, sendo mais um dos grandes destaques do disco. "Leave me Alone", na minha opinião, é uma música que parece um pouco deslocada do restante, mas não compromete. Em sequencia surge uma das mais belas músicas do disco, a Power balada "Memories", com um trabalho espetacular de violões e vocais, um grande momento de Daniel Felipe. Damnation traz a energia de volta com a boa participação de Marcello Pompeu nos vocais. "Walking Dead" mostra como dosar melodia na medida certa, sem contar que conta com um dos melhores refrões, realmente empolgante. "Realities" é uma faixa razoável em comparação com as demais, principalmente por ser a antecessora da perfeita "Envy Words", um encerramento de luxo para um grande disco.

A banda que gravou "Imminent" estava afiadíssima, com Daniel Felipe fazendo um trabalho estupendo nos vocais, Aníbal Pontes e Wanderson Barreto despejando riffs e belos solos, e a cozinha trabalhando espetacularmente, grande destaque para Ricardo Reis (Baixo) e Vagner Silva (Bateria). Algumas intervenções de teclado aparecem sem descaracterizar o som do Rygel, e não podendo nunca esquecer de mencionar a grande produção da dupla Marcello Pompeu-Heros Trench. A capa, apesar de simples, ficou bem bacana, demonstrando bem a proposta de "Imminent". A "nova" geração do Metal nacional tem nos trazido grandes surpresas e afirmações, e assim espero que continue. Já na expectativa de um terceiro trabalho da banda...

Tracklist:
01. End of Days
02. Just One
03. Hope
04. Perfect Stone
05. Asking for your Vote
06. Leave Me Alone
07. Memories
08. Damnantion
09. Walking Dead
10. Realities
11. Envy Words

Formação:
Daniel Felipe - Vocal
Wanderson Barreto - Guitarras
Aníbal Pontes - Guitarras
Ricardo Reis - Baixo
Vagner Silva - Bateria


Outras resenhas de Imminent - Rygel

Rygel: Evolução natural de uma proposta já definidaRygel: Trilhando os complicados caminhos do Metal no Brasil




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rygel"


Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

Guitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?Guitarristas
Você consegue identificar todos nesta imagem?


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336