Imperium Infernale: empunha a bandeira do Black Metal

Resenha - Primitivo - Imperium Infernale

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A horda Imperium Infernali surgiu em 2003 como um projeto paralelo de Ascaris juntamente com Augusto Lopes, ambos do Eternal Malediction. Gravaram uma demo em 2006 sob o nome de "Ordo AEon Caos" e logo depois dedicaram-se ao seu principal grupo.
5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas

Em 2008 Ascaris retomou as atividades do Imperium Infernale ao lado do guitarrista Morbius e iniciaram as composições do que viria a ser "Primitivo". Com Salles no baixo e Impaler na bateria, a banda gravou este debut que empunha a bandeira do Black Metal e honra o estilo com unhas e dentes.

Focado na segunda geração que moldou o Metal negro, o Imperium Infernale caminha pelos trilhos mais extremos e menos 'enfeitados' do estilo. Seu som é composto por guitarras cruas e ríspidas que, com um pouco de melodia, transbordam agressividade. A cozinha é eficiente e coesa, e os vocais de Ascaris são raivosos e rasgados.

É interessante notar que, apesar de enraizado e cru, o som da banda não soa desconexo e possui uma pegada com a técnica necessária para o desenvolvimento de composições na linha Black Metal. Nem todas as faixas são pura velocidade, e essa variação rítmica dá ainda mais qualidade ao álbum.

Cantando a maioria das faixas em inglês, e algumas em português (se saindo muito bem nos dois idiomas), a banda destila em faixas como Symbol Of Victory, Death In Honour, Satan´s Child, Invocare e Holy Whore a mais pura nata do Black Metal. Tudo isso com uma ótima produção, a cargo do ex-integrante Augusto Lopes.

A música orgânica do Imperium Infernale é um grande soco na cara do atual Metal extremo plastificado que temos visto aos montes por aí. É bom ressaltar que este disco teve uma prensagem de apenas 500 cópias e 300 cópias em K7 numeradas a mão, portanto fique atento e vá atrás do seu.

http://www.myspace.com/imperiuminfernale
ascarisimperiuminfernale@yahoo.com.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Primitivo - Imperium Infernale

880 acessosImperium Infernale: voltando aos primórdios do black metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Imperium Infernale"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Imperium Infernale"

Dave MustaineDave Mustaine
"Joguei dois feitiços em pessoas, ambos funcionaram!"

DoorsDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Mascotes do MetalMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet

5000 acessosKing Diamond: As opiniões do rei sobre Satanismo5000 acessosSeparados no nascimento: Alice Cooper e Emerson Fittipaldi5000 acessosMúsica Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?5000 acessosSepultura: "Vejo os caras tocando e não tem a mesma pegada"5000 acessosThrash Metal: dicas de dez ótimas bandas underground5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online