The9thCell: material fresquinho na área, saindo do forno

Resenha - Galga de Zebra Ilesa - The9thCell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Material fresquinho na área, saindo do forno. Bom, vamos apresentar a banda primeiro, aliás, a one-man-band. O português David Pais, o cara por trás do The9thCell (nominho complicado), montou este projeto com apenas 18 anos. E agora com 27 chega ao seu 7º trabalho oficial! O garoto trabalha e muito, pois não contabilizamos o EP "The Grand Deception" (2008) e a coletânea "Lonely Cuts'n'Seizures" (2006).

Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Interessante notar que, apesar de jovem, o músico é muito experiente e leva em seu som influências que vão desde o pop Rock até o Thrash Metal, mas com foco voltado para o Prog Metal. "Galga de Zebra Ilesa" (Galgar, segundo o dicionário, é passar para o outro lado, transpor, pular, saltar) traz a participação de diversos músicos portugueses.

A sonoridade como eu disse abrange diversos estilos e soa complexa e pesada. Em uma primeira audição causa estranheza, ainda mais quando percebemos que a primeira composição, Adão e Erva é cantada em português de Portugal, assim como Liberdagem (Este Meu Poço de Romantismo Furioso). Esta última, conta com a participação de Marco Rosa e Pedro Isidoro. Destacando que ambas são as mais longas do trabalho, portanto mais variadas.

Mas é inegável que as composições em inglês chamam mais atenção, até pelo fato de soar mais familiarizado ao ouvinte. Cavaleão (com participação de Cláudio Brandão), por exemplo, soa como um belo Thrash noventista, cheia de groove e peso. Já Soft Hearted And Hard Cocked (com Bruno Lopes) tem um início instrumental de dar gosto, com um belo solo de guitarra, para depois cair no experimentalismo bacana.

Jacktiv(h)ate (com Samuel Luís e Pedro Isidoro) é outra pedrada que se destaca no trabalho. Dentre um início de porrada pura e uma quebrada de doer o pescoço a faixa cai para uma angustiante viajem com guitarras distorcidas e bateria cadenciada.

O trabalho encerra com a viajante e pesada (lembrou-me Rush, só que mais brutal) Keep Your Heart At Bay, que é instrumental. Com uma produção sonora de primeiro nível "Galga de Zebra Ilesa" é mais um daqueles casos que deve ser analisado e digerido com calma. Um disco que você redescobre a cada audição, ponto para o David.

http://9thcell.tk




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "9thCell"


Alice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?Alice In Chains
Seria essa a última foto de Staley com vida?

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Metal: Mapa revela os países com mais bandas do estiloMetal
Mapa revela os países com mais bandas do estilo

Fotos de Infância: Jon Bon JoviChester Bennington: a tocante carta que ele escreveu para Chris CornellBill Ward: explicando saída do Heaven & Hell em 2006Guns N' Roses: Slash e DJ Ashba, as semelhanças

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.