Hysterica: certa busca por identidade própria

Resenha - Art of Metal - Hysterica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Taxadas por muitos como a versão feminina do MANOWAR, as suecas do HYSTERICA chegam a seu segundo disco mostrando muita qualidade, e que realmente entendem quando o assunto é metal. E como é perceptível ao longo de todo o novo lançamento, pouquíssima relação a música das garotas ainda mantém em relação as feitas pela trupe de Joey DeMaio, o que é bom, pois mostra uma certa busca por identidade própria.

Mas o mais relevante no HYSTERICA é que as garotas são realmente competentes, e não precisam fazer pose de sexy ou utilizarem outros atributos para mostrar seu talento, pois logo após apertarmos o play, somos surpreendidos por uma qualidade absurda saindo dos falantes, destacando-se de cara o peso das composições, assim como a qualidade da gravação (graças ao trabalho dos excelentes produtores Marcus Jidell e Pontus Norgren), bem na crua e na cara.

publicidade

E a sonoridade das garotas é voltada ao power metal, com alguns elementos de metal tradicional, gothic metal e metal melódico, tudo bem dosado, e sem exageros. O trabalho de guitarras é impressionante, com um peso que chega até a assustar os desavisados, que esperam por algo mais leve, como se percebe já na abertura, "Breakin the Walls", com um belo refrão, e também na agressiva "Fear of the Light", a mais pesada do disco.

publicidade

"Live or Die" e "Spirit of the Age" mostram alguns belos arranjos de teclados, deixando as faixas com uma cara épica, e inclusive possuem algumas inclusões de vocais guturais bem legais. E mesmo nos momentos mais ambientais e melancólicos, como na faixa "Message", a banda consegue mostrar competência, esbanjando bom gosto nos arranjos e criando climas bem interessantes, inclusive com uma certa influência de doom metal.

publicidade

A única semelhança que a banda ainda tem com o MANOWAR são as letras, que na maioria tendem a vangloriar o metal, suas carcterísticas típicas, e a guerra.

Um disco surpreendente, "The Art of Metal" vem para fincar de vez o nome do HYSTERICA como uma das grandes promessas da nova safra do metal, mostrando um talento latente, que só tende a se desenvolver com a experiência de estrada. Um discaço, que vale a aquisição.

publicidade

publicidade

The Art of Metal - Hysterica
(2012 – Hellion Records - Nacional)

1. Breaking the Walls
2. Fighters of the Century
3. Live or Die
4. Spirit of the Age
5. Message
6. Fear of the Light
7. Force of Metal
8. Heels of Steel
9. Hysterica
10. Daughters of the Night




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin