Matérias Mais Lidas

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Capital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso NatashaCapital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso "Natasha"

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha


Stamp

Darkness: "Hot Cakes" mostra queda no padrão de qualidade

Resenha - Hot Cakes - Darkness

Por Igor Miranda
Fonte: Van do Halen
Em 19/08/12

Nota: 6

A espera foi longa. Após as desavenças que findaram o The Darkness em meados de 2006, Justin Hawkins foi tratar seu vício de drogas e formou o Hot Leg, grupo mediano que carregava ainda mais seus exageros vocais. Os outros integrantes formaram o excelente Stone Gods, que adotou uma postura mais moderada e até mais pesada em certos momentos. Mas, ao fazer as pazes cinco anos depois, o consagrado The Darkness estava de volta.

Desde 2011, o álbum de volta, "Hot Cakes", estava sendo preparado. A expectativa sobre o novo play era imensa. As encrencas foram deixadas de lado e até o baixista original, Frankie Poullain, foi trazido de volta. Mas, ao meu ver, o terceiro álbum do The Darkness decepciona em diversos pontos.

O peso que ainda era notável em seus discos anteriores não é mais perceptível em "Hot Cakes". Talvez exista uma tentativa de soar cada vez mais Pop Rock por parte da banda, apesar das influências revival do Hard Rock continuarem perceptíveis. Pode ter faltado inspiração também nas composições aqui apresentadas, pois há fillers e canções que parecem ser demos de outros álbuns, dispensadas por não atenderem ao padrão de qualidade das demais.

A abertura "Every Inch Of You" quebra o paradigma das quebradeiras que costumam abrir os álbuns do The Darkness – o que já reflete uma mudança neste álbum. A canção é sorrateira e talvez nem seria ideal para ser a primeira. Mas não deixa de ser uma boa música. Rock n’ Roll simplório, com letra divertida e grande performance de Justin Hawkins. "Nothin’s Gonna Stop Us" coloca o pé no acelerador a partir de seu instrumental bem Garage Rock, mas conta com nuances melódicas e refrões bem grudentos. Uma mistura que gerou uma ótima música.

"With A Woman" é AC/DC puro. Seu riff principal soa, com excelência, como uma digna obra dos irmãos Young. As vocalizações, que são uma das grandes armas do The Darkness, continuam sendo muito bem utilizadas. Destaca-se, também, o solo de guitarra. Na sequência, o ambiente ‘Rock moderno’ de "Keep Me Hangin’ On" não agrada nem desagrada. A boa balada "Living Each Day Blind" chega ao estilo The Darkness – quem não gosta de falsetes até nas canções mais calmas, não vai mudar de ideia com essa música.

"Everybody Have A Good Time", conhecida pelo público graças ao seu videoclipe pastelão, chega com bastante diversão e um refrão daqueles que ficam na cabeça por semanas. Um pouco ainda mais melosa, "She’s Just A Girl, Eddie" mantém o nível, mas a partir daí, as canções começam a perder inspiração.

"Forbidden Love" soa como filler. "Concrete" começa ambiciosa com um bom riff de guitarra, mas é enjoativa. "Street Spirit (Fade Out)", originalmente do Radiohead, tem um quê de NWOBHM nessa nova versão e surpreende a audição tediosa das músicas anteriores. Mas "Love Is Not The Answer", repleta de berrinhos desnecessários, acaba com as chances de, pelo menos, fechar o álbum com chave de ouro.

No mais, trata-se de um disco mediano, que decepciona pela longa espera somada à competência demonstrada nos álbuns anteriores. Espero de verdade que o The Darkness retome a inspiração demonstrada em "One Way Ticket To Hell… And Back" e principalmente em "Permission To Land".

Justin Hawkins (vocal, guitarra)
Dan Hawkins (guitarra)
Frankie Poullain (baixo)
Ed Graham (bateria)

01. Every Inch of You
02. Nothing’s Gonna Stop Us
03. With a Woman
04. Keep Me Hanging On
05. Livin’ Every Day Blind
06. Everybody Have A Good Time
07. She’s Just a Girl, Eddie
08. Forbidden Love
09. Concrete
10. Street Spirit (Fade Out) – Radiohead cover
11. Love is Not The Answer


Outras resenhas de Hot Cakes - Darkness

Darkness: um tanto genérico e repetitivo

Darkness: não é revolucionário, mas mostra uma banda legal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

The Darkness: Suas 10 melhores músicas, pela Classic Rock History

Abba: A influência do Thin Lizzy em música da banda, conforme guitarrista do DarknessAbba: A influência do Thin Lizzy em música da banda, conforme guitarrista do Darkness

Greta Van Fleet: os antigos erros e os novos acertos deles, na visão de Justin HawkinsGreta Van Fleet: os antigos erros e os novos acertos deles, na visão de Justin Hawkins

Rock e metal: 7 álbuns de destaque lançados nesta sexta-feira (19/11) para você ouvirRock e metal: 7 álbuns de destaque lançados nesta sexta-feira (19/11) para você ouvir

The Darkness: confira "Motorheart", sétimo álbum da banda, lançado nesta sexta-feira

The Darkness: lançado novo single "It's Love, Jim"


Ozzy Osbourne: líder do The Darkness critica seu comportamento no backstageOzzy Osbourne: líder do The Darkness critica seu comportamento no backstage

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices: algumas exigências bizarras para shows

Guns N' Roses: Justin Hawkins, do Darkness, conta como a banda está mais felizGuns N' Roses: Justin Hawkins, do Darkness, conta como a banda está mais feliz


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.