Imagery: Quebras de andamento e arranjos intrincados

Resenha - Inner Journey - Imagery

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Sempre houve aquela máxima de que a música para ser boa não precisa ser necessariamente complexa. Além de acreditar que isto é um fato, tenho que admitir que a música para ser boa também pode ser complexa. A linha tênue entre esses dois extremos é a incompetência, senão a música simples pode se tornar barata e a complexa um imbróglio de técnicas e firulas desnecessárias.

A banda paranaense Imagery se envereda para o lado mais complicado da coisa e através de músicos experientes consegue fazer um som técnico, extremamente trabalhado e para ser apreciado com calma. Então, se você é daqueles que prefere algo mais simples e direto, pode ir pulando esta resenha.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formado por Joceir Bertoni (vocal/guitarra, ex-G.A.F. e Revoult), Ricardo Fanucchi (baixo, ex-G.A.F. e Revoult) e Luciano Neves (bateria, que foi substituído por Bruno Pamplona) o grupo consegue unir categoricamente o Rock Progressivo com o Prog Metal de forma raramente vista, afinal um estilo é proveniente do outro, guardadas suas devidas estruturas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O mais importante, principalmente para aqueles que ainda não compreendem o Metal progressivo, é que os caras conseguem demonstrar uma técnica extremamente apurada sem soarem cansativos, tanto que as oito composições somam apenas 43 minutos e possuem feeling.

Resumindo, ao ouvir "The Inner Journey" você irá deparar com composições cheias de quebras de andamento, arranjos intrincados e viajantes (os hammonds, a cargo de Henrique Loureiro, se encaixaram perfeitamente), ótimas linhas de guitarras, além de baixo e bateria versáteis. O vocal de Joceir agrada e possui um timbre um pouco agressivo, fora do comum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aliás, as linhas de voz em faixas como Perception e Show Me ficaram maravilhosamente belas, com vocalizações ora agressivas ora leves. Outro grande destaque do trabalho é Last (que já havia sido lançada em formato de single virtual) e demonstra a banda passando por todos os caminhos que os influenciam em pouco mais de 8 minutos.

Não poderia deixar de mencionar a belíssima capa, que foi feita pelo baterista Luciano Neves e traduz muito bem os temas abordados nas letras, isto é, os vários lados opostos dos sentidos da vida. Um trabalho complexo, mas acima de tudo, reflexivo. Palmas para o Imagery.

http://www.facebook.com/pages/Imagery/155233734533558

http://www.myspace.com/imageryprog

http://www.twitter.com/imageryprog

http://www.youtube.com/imageryprog

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=37004372

publicidade


Outras resenhas de Inner Journey - Imagery

Imagery: Banda paranaense esbanja talento em primeiro álbum

Imagery: Uma agradável e introspectiva jornada




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

CliIL Cli336 Cli336 WhiFin