Guns N' Roses: Em meio a laquê, a brutal estreia em 1987

Resenha - Appetite For Destruction - Guns N' Roses

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A cena glam metal em meados dos anos 80, mostrava ao mundo a junção entre o rock festeiro do anos 70 e o visual boutique, trazendo à tona todo o exagero e cafonice no visual e postura de palco daquela época. Bandas como RATT e MOTLEY CRUE, misturavam o virtuosismo de seus guitarristas com letras falando, invariavelmente,sobre a tríade sagrada da Sunset Strip daqueles tempos - sexo-carros-drogas.
815 acessosGuns N' Roses: visita dos músicos a Jerusalém é cancelada5000 acessosFrases de bandas: o que eles realmente querem dizer?

Em meio a tanto laquê, o GUNS N´ ROSES aparece nessa época, resultado da junção de duas bandas, então, de becos de Los Angeles, HOLLYWOOD ROSE e L.A .GUNS. Apesar do visual do psicótico vocalista AXL ROSE ainda possuir referências do “hair metal”, o som da banda pouco tinha a ver com isso: no lugar das performances pirotécnicas, som pesado como uma marreta com clara alusão à década anterior; no lugar de guitarristas tocando guitarras Jackson e Charvel em escalas frenéticas, uma velha e boa Les Paul fazendo solos, ora melancólicos, ora raivosos como um diabo; letras que falavam do lado bruto das drogas, da violência das ruas; no lugar de “Girls, girls, girls”

Em 1987, O GUNS lança o álbum mais importante de sua carreira e, segundo a Kerrang, o mais importante do rock, “Appetite for Destruction”. A capa original trazia uma ilustração de Robert Williams mostrando uma mulher vítima de estupro por um robô futurista, prestes ser destruído por uma máquina assassina vingadora. Claro que no USA ia dar problema: lá e em outros países, a imagem foi substituída por outra, que trazia um crucifixo com caricaturas de cada um dos membros da banda como se fossem caveiras. No Brasil e em outros países a capa original permaneceu.

O disco abre a cacetada com “Welcome to the Jungle”, que chuta na cara toda a frescura dos hits de radio da época; crua e visceral narra a experiência do transtornado vocalista Axl Rose em sua chegada do interior da Indiana para a “selva”. Um lance legal nessa música é a divisão em nuances distintas de dinâmica, o que acabaria se tornando uma marca registrada da banda,saindo do esquemão batido de “verso-pré refrão-refrão”. A mesma pegada vem a seguir em “It´s so easy”, com riff quase punk e vocal gutural de Axl.

“Nightrain” e “Mr. Browsntone” trazem o que a banda tem de melhor com bases e solos inspiradíssimos e uma notável influência do AEROSMITH de “Toys in the Attic” e “Draw the Line”. A banda estava tão afiada que mesmos os então futuros radiofônicos hits “Paradise City” e “Sweet Child o´mine” distanciavam a banda em bilhões de quilômetros das bobagens “farofeiras” da época .

Depois desse disco o GUNS passou por aquilo que todo mundo sabe de cor: a saída de STEVEN ADLER, de IZZY, a insanidade de AXL etc, etc... No entanto o brilho desse disco nunca se apagou e, até hoje, seu repertório sustenta as apresentações do grupo e de seus expatriados.

They´re out to get me!!!

Faixas
"Welcome to the Jungle"
"It's So Easy"
"Nightrain"
"Out Ta Get Me"
"Mr. Brownstone"
"Paradise City"
"My Michelle"
"Think About You"
"Sweet Child O' Mine"
"You're Crazy"
"Anything Goes"
" Rocket Queen"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Appetite For Destruction - Guns N' Roses

5000 acessosGuns N' Roses: Um clássico definitivo do rock5000 acessosGuns N' Roses: o último grande álbum de rock feito a mão5000 acessosResenha - Appetite for Destruction - Guns N' Roses5000 acessosTradução - Appetite For Destruction - Guns N' Roses

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 18 de junho de 2012
Post de 21 de junho de 2012

Guns N RosesGuns N' Roses
Visita dos músicos a Jerusalém é cancelada após ataque terrorista

1427 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1572 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
O brasileiro que registrou o primeiro 3D da banda

Guns N RosesGuns N' Roses
"O último show foi em 1990", diz ex-empresário

Guns N RosesGuns N' Roses
Fã reclama de Slash para Fortus, que o defende

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Frases de bandasFrases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

Em 24/11/1991Em 24/11/1991
Morre Freddie Mercury, aos 45 anos de idade

JapãoJapão
Conheça dez bandas japonesas de Metal

5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19815000 acessosU2: banda manda caixa de cerveja Guinness pro alcoólatra Slash5000 acessosGuns N' Roses: leia a carta em que Axl rejeita nomeação ao Rock Hall5000 acessosAlice In Chains: 10 coisas que você (com certeza) não sabia sobre Layne Staley

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online