Amorphead: A Itália mostra que vai além do Metal Melódico

Resenha - Chaos Expression - Amorphead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Humangous
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Definitivamente a sensação que temos é que a Itália se cansou do Metal Melódico na qual ficaram tão famosos nos anos noventa. O que tem surgido de banda extrema desse país não é brincadeira. Conheci o AMORPHEAD através do Twitter, e em pouco tempo recebi uma cópia do mais recente trabalho da banda, o EP "Chaos Expression". O disco conta com cinco músicas que mesclam o Thrash Metal, com bastante groove e melodia.

King Diamond: O que significa ser Satanista?Marilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"

O estilo que a banda busca é bastante moderno, ficando ali entre um DISTURBED e um MACHINE HEAD. Li ainda certa comparação entre DEW SCENTED e FIVE FINGER DEATH PUNCH e achei bastante pertinente. Após uma breve introdução, a pancadaria come solta na faixa que abre o disco, "Scream Inside". A parte instrumental não exibe tanta técnica e parte mais pro feeling e pra brutalidade. Essa música ainda conta com um belo solo. Destaque total para o vocal de Emiliano Iozzo.

"Depth" vem na seqüência e mantém o mesmo nível de qualidade e estruturas na composição. Me fez lembrar bastante os poloneses do FRONTSIDE. A parte mais lenta e viajante dessa música é bastante interessante, com uma levada meio egípcia/árabe. Dessa vez o destaque fica por conta da dupla de guitarristas que desenvolvem um ótimo trabalho. Os solos em certos momentos parecem um pouco perdidos, mas nada comprometedor.

"5:22" trata-se de uma faixa instrumental, mais lenta e cheia de dedilhados, lembrando as semi-baladas do DREAM THEATER. "Holes", que também foi a faixa de trabalho escolhida e ganhou um vídeo clipe, é a quarta música do EP. Bastante melódica e mais acessível dentre as demais. Os riffs são muito bons e grudentos. Realmente uma das melhores.

Por fim, "Chaos Expression" - com mais de nove minutos de duração - fecha o trabalho de forma digna, mostrando que os italianos tem bala na agulha e estão prontos para atingir um público ainda maior. Uma excelente pedida para quem curte as bandas supracitadas e quer fugir um pouco do óbvio.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Amorphead"


King Diamond: O que significa ser Satanista?King Diamond
O que significa ser Satanista?

Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"

Metal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Sucks
Os melhores álbuns de metal do século 21

Heavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"Queen: algumas curiosidades sobre a bandaGuns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlIron Maiden: Jimmy Page relembra Rock in Rio de 2001

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna "Rolo Compressor" na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD's, DVD's, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous

Mais matérias de Pedro Humangous no Whiplash.Net.