Gods Of Chaos: Influências que vão do Crust ao Grindcore

Resenha - March Into Perdition - Gods Of Chaos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 7


Oriunda da longínqua Croácia, o God Of Chaos é uma daquelas bandas que nos causa estranheza e graça ao mesmo tempo. Apesar dos caras possuírem um discurso anti-Metal, seu som não consegue fugir totalmente do gênero e foram eles que nos enviaram o trabalho, curioso, já que temos o Metal no nome do blog. Se bem que essa ideia, do não Metal, parece um discurso manjado para se auto promover.

Morreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy KilmisterBullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnê

Partindo para a sonoridade da banda, que alia influências que vão do Crust ao Grindcore, passando pelo Crossover e Black Metal (este mais nos vocais), o grupo se mostra uma desgraça (no bom sentido) em forma de som, além de possuir uma gana incomum em bandas de outros gêneros.

O lema dos caras é o foda-se tudo e a todos, ou seja, não se segmentar de forma alguma, mesmo isso sendo praticamente impossível na música. São pouco mais de meia hora de guitarras ríspidas, baixo distorcido e uma bateria veloz e simples. Os vocais são insanos e servem pra ilustrar os estilos mais desgraçados da música extrema, isto é, gritos rasgados imperam aqui.

Outro fator importante a se ressaltar é que a banda prima pela simplicidade, desde as composições até a própria produção, que poderia ser melhor, mas não atrapalha a avaliação do trabalho. A capa do álbum poderia ser mais bem cuidada, afinal tem gente que ainda compra pela embalagem.

Mas, assim que baixar ou adquirir o disco, procure ouvir as faixas: Nuclear Phantom Warhowl, Dealers Of Nadir, a Grind/Noise Crush The Skulls Of All Fucking Posers e Grinning Within Na Erection At The Gallow. Confira a página da banda aqui e faça o download.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Gods Of Chaos"


Morreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy KilmisterMorreu Dormindo
As últimas horas de vida de Lemmy Kilmister

Bullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnêBullet For My Valentine
Vocal detonou Guns em turnê


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.