Matérias Mais Lidas

João Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redesJoão Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redes

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)

Foo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a bandaFoo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a banda

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Supla diz que trap também é rock: o jovem sem guitarra é mais rock que vocêSupla diz que trap também é rock: "o jovem sem guitarra é mais rock que você"

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME


Stamp

Anvil: A nova chance concedida a Lips & Cia

Resenha - Juggernaut of Justice - Anvil

Por Paulo Finatto Jr.
Em 22/01/12

Nota: 6

No cenário rock/metal, poucas bandas recebem uma segunda oportunidade. Os canadenses do ANVIL, que iniciaram a sua trajetória na década de oitenta sem nenhuma perspectiva, permaneceriam esquecidos no underground se não fosse o documentário "Anvil! The Story of Anvil" (2008). A repercussão extremamente positiva do filme, sobretudo na revista norte-americana Rolling Stone, permitiu que o power-trio conquistasse pela primeira vez os seus cinco minutos de fama. O disco "Juggernaut of Justice", décimo sexto registro de estúdio dos caras, é a principal consequência dessa nova chance concedida a Lips & Cia.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Por mais que o documentário "Anvil! The Story of Anvil" (2008) tenha mostrado a sinceridade com que Steve "Lips" Kudlow (vocal e guitarra), Glenn Five (baixo) e Robb Reiner (bateria) sempre encararam o thrash/speed metal adotado pelo conjunto, a verdade é que a banda nunca poderia ser considerada uma vítima. O filme evidenciou todas as peripécias que o grupo precisou enfrentar até chegar ao recente "Juggernaut of Justice", como pequenas intrigas internas e muita falta de profissionalismo ao longo dos anos. No entanto, a vontade do ANVIL em reverter esse quadro é ainda mais clara durante o documentário. O trio canadense, pela primeira vez, teve calma para gravar um disco o mais homogêneo possível, com o renome do produtor Bob Marlette (ALICE COOPER e SEBASTIAN BACH). A nova chance dada a Lips & Cia. tinha tudo para projetar a banda ao mainstream, se não fosse um empecilho: o disco esbarra em um repertório limitado e pouco inspirado.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O curioso na carreira do ANVIL é que nem mesmo o maior sucesso comercial do grupo, o álbum "Strength of Steel" (1987), é uma unanimidade. Portanto, não é de se surpreender o fato de que o recente "Juggernaut of Justice" também divida opiniões. Por mais que a sonoridade do disco mantenha uma forte referência aos anos oitenta, justamente relembrando todo o período áureo da NWOBHM, faltam criatividade e profundidade no repertório que inicia com pouco brilho, com a faixa-título do CD. A obra assinada por Lips & Cia. só não se torna um balde de água fria – até mesmo para os mais otimistas – porque há uma ou outra música acima da média perdida no novo track-list: a speed "When Hell Breaks Loose" é o principal exemplo disso.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Não há como afirmar que "Juggernaut of Justice" é um disco desastroso. Entretanto, o ANVIL permanece aqui com o estigma de ser uma banda apenas razoável, que mesmo mostrando uma competência técnica ímpar, carece – e muito – de criatividade. A faixa "New Orleans Voo Doo" e "Fuken Eh!" até podem ser escaladas no time de boas surpresas, mas a dobradinha "On Fire" e "Turn It Up" é de um senso comum gigante e que prejudica por demais o resultado final da obra. A impressão que fica é de que o ANVIL corre muito em cerca de cinquenta minutos de música, mas pouco sai do lugar. Outras faixas, como "This Ride" e "Not Afraid", pouco impressionam também e corroboram ainda mais com toda a crítica feita ao power-trio canadense. Para não dizer que o álbum encerra de maneira decepcionante com a estranha "Paranormal", a speed "Running" é o último momento que merece uma honraria dentro da obra.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Não restam dúvidas de que, realmente, poucas bandas recebem uma segunda chance. Os canadenses do ANVIL, infelizmente, não souberam aproveitar a oportunidade concedida a eles em "Juggernaut of Justice". O álbum, que não ultrapassa o status de ser apenas razoável, é ainda previsível do início ao fim. A banda liderada por Steve "Lips" Kudlow, curiosamente, não conta com nenhum disco de sucesso, pelo menos como a repercussão atingida pelo filme biográfico "Anvil! The Story of Anvil" (2008). Por mais que o grupo seja determinando e persistente com o seu speed/thrash old school, é pouquíssimo provável que, mesmo depois de trinta anos de carreira, consiga um reconhecimento mais consistente para além do underground.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track-list:

01. Juggernaut of Justice
02. When Hell Breaks Loose
03. New Orleans Voo Doo
04. On Fire
05. Fuken Eh!
06. Turn It Up
07. This Ride
08. Not Afraid
09. Conspiracy
10. Running
11. Paranormal
12. Swing Thing


Outras resenhas de Juggernaut of Justice - Anvil

Anvil: Aproveitando a excelente fase pela qual passam

Anvil: Décimo-quarto álbum da banda não decepciona

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Canadá: 10 bandas de heavy metal formadas no segundo maior país do planetaCanadá
10 bandas de heavy metal formadas no segundo maior país do planeta

Anvil: Não vencemos a Segunda Guerra com torta na cara; inventamos a bomba atômicaAnvil
"Não vencemos a Segunda Guerra com torta na cara; inventamos a bomba atômica"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1982

Lemmy: como era passar o dia bebendo com ele?Lemmy
Como era passar o dia bebendo com ele?

Canadá: os 30 melhores álbuns de Hard Rock/Heavy MetalCanadá
Os 30 melhores álbuns de Hard Rock/Heavy Metal


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..