Hate Plow: Outra pérola do death metal mundial

Resenha - Everybody Dies - Hate Plow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


Outra pérola do death metal mundial, a escavadeira do ódio veio com tudo há 13 anos lançando seu primeiro full-length. Não se deixe levar pela capa sem graça feita com colagens. O material aqui é assustador e muito bem feito, podem acreditar.

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaMegadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine

O trabalho já abre de forma violentíssima com a faixa-título, a melhor do CD, uma locomotiva com ótimos cantos e refrão. Depois, vem a não menos grandiosa "Stalker", arrastada e pesadíssima, mas que no meio mostra o lado mais agressivo do trabalho, em uma rifferama e mudança de ritmo realmente espetaculares.

Além dessas duas belezuras, outros destaques (e não é só modo de dizer não) são "$20.00 Blow Job", "Ante Up", "Anally Annie", "Denial" e "Born with Both", todas realmente empolgantes a ponto de você erguer o volume no talo e esquecer do mundo.

E o disco tem direito a um ótimo e surpreendente cover, e uma zoeirinha no final. Falo de "Sunshine of Your Love" (Cream) - sim, aquela maravilha do game "Guitar Hero III" - e "Pepe Lopez Song", respectivamente. Portanto fiquem espertos após "Born with Both", porque a faixa não termina lá não!

Gravação muito boa, peso ideal nos instrumentos de corda, um vocalista competente e um baterista técnico e desenfreado. Não precisa de mais nada, né?

Curiosidades sobre a banda: o disco é dedicado ao ex-baterista do conjunto que gravou "Everybody Dies", Larry Halke, falecido em 1997 em consequência de inalação de fumaça após um incêndio em sua casa; as letras com muito humor negro são histórias reais, segundo o encarte do CD, que não revela quem foi o (ir)responsável pelas loucuras. E tem muita baixaria aí no meio, podem apostar; a história do grupo está ligada diretamente ao fabuloso Malevolent Creation: Kyle Simons (assumiu o vocal da Malevolent mais tarde), Rob Barret (passou pelo Malevolent e voltou ao Cannibal Corpse) e Phil Fasciana (guitarra da banda). No álbum posterior, "The Only Law is Survival", a Hate Plow contou com o inigualável Dave Culross, baterista que também está à frente do Malevolent Creation. Interessante, não?

Dê o play, e aposto que vocês farão isso novamente assim que o disco acabar. Viciante e irresistível, uma pena terem soltado somente o citado "The Only Law is Survival" (com pegada mais death/grind - lindo!) e o ao vivo "Moshpit Murder" (mediano) após esse CD. Hate Plow, um nome mais do que apropriado para uma banda tão extrema e diabólica.

Hate Plow - Everybody Dies
Pavement Music - 1998 - Estados Unidos
http://www.myspace.com/hateplowband

Tracklist
1. Everybody Dies 3.28
2. Stalker 4.16
3. Prison Bitch 2.41
4. $20.00 Blow Job 1.55
5. Challenged 3.02
6. The Gift Giver 0.46
7. Crackdown 3.10
8. In the Ditch 4.34
9. Ass to Mouth Resuscitation 3.04
10. Compound 2.04
11. Ante Up 2.30
12. Anally Annie 0.28
13. Denial 1.39
14. Born With Both/Sunshine of Your Love/Pepe Lopez Song 10.58

Total playing time 44.39



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Hateplow"


Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

Megadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por MustaineMegadeth
As pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin