Keter: mistura entre thrash e death metal com personalidade

Resenha - I Don't Believe - Keter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos


Entre os expoentes do metal extremo no mundo todo, certamente o Brasil é um dos principais ícones. Depois de revelar uma série de nomes para o estilo, como KRISIUN, MALEFACTOR e CHAOS SYNOPSIS, agora surge um nova banda promissora. Em seu terceiro registro, os baianos da KETER mostram uma mistura ente thrash e death metal com bastante personalidade.

Renato Russo: a história do maior nome do rock nacionalContra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

Embora não seja ainda o registro definitivo da banda, a demo "I Don't Believe" - com apenas duas composições - mostra como a KETER investe intensamente na sua carreira. Na ativa desde 2004, Bawdy (vocal), George Lessa (guitarra), Yury Duplat (guitarra), Fagner Nascimento (baixo) e Renato Corpse (bateria) já gravaram um EP ao vivo no passado e trazem - de modo bastante pioneiro para o formato demonstrativo - dois videoclipes como conteúdo bônus no CD.

De qualquer modo, o death metal do quinteto baiano é verdadeiramente consistente. As guitarras mais limpas, típicas do thrash/speed oitentista, contrastam com o vocal desesperado de Bawdy - com referências involuntárias e bastante óbvias do black metal. O trabalho bem diversificado da KETER - em todos os sentidos -, mostra como ainda é possível explorar uma vertente mais agressiva sem repetir as características mais comuns do estilo disseminado com o rótulo brutal death metal.

No entanto, as similaridades entre "I Don't Believe" e "Decomposição" se apresentam como o único ponto a ser repensado (musicalmente) na trajetória da KETER. É verdade que uma se distancia da outra por apresentar letra em português. Entretanto, a construção de ambas as faixas possuem o mesmo padrão - da introdução de bateria ao andamento rítmico com guitarras não tão agressivas e vocais sempre no mesmo tom. O trabalho da banda é impecável nesse sentido, não restam dúvidas, mas necessita buscar horizontes mais amplos para se consolidar através de um CD completo no futuro.

Por outro lado, o clipe para "Decomposição" merece um destaque a parte. Com uma produção bastante simples - apenas com a banda executando a faixa - o resultado final obtido é extramente satisfatório em razão das ótimas imagens captadas e da edição praticamente perfeita. O cuidado que a KETER teve - seja com a qualidade da gravação de "I Don't Believe" ou seja com o registro desse videoclipe - mostra o nível de profissionalismo bastante acentuado de uma banda relativamente nova, mas verdadeiramente consciente da amplitude do seu trabalho.

Track-list:

01. I Don`t Believe
02. Decomposição
03. Decomposição (videoclipe)
04. Insanidade (videoclipe)

Site oficial:
http://www.myspace.com/keterband


Outras resenhas de I Don't Believe - Keter

Keter: Demo mostra riffs "moto-serra' quase hipnóticos



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Keter"


Renato Russo: a história do maior nome do rock nacionalRenato Russo
A história do maior nome do rock nacional

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.