Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs


Stamp

Crashdiet: parte da sonoridade que marcou sua estréia

Resenha - Generation Wild - Crashdiet

Por Otávio Augusto Juliano
Em 08/08/10

Nota: 9

Em 2006, quando fiz a resenha do primeiro álbum do CRASHDIET (link no final deste texto), o momento da banda era delicado e a sua continuidade era totalmente incerta, pois seu vocalista (e principal compositor) Dave Lepard havia falecido e os demais integrantes chegaram a anunciar o fim das atividades do grupo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Nada disso ocorreu e a banda recrutou Olliver Twist para assumir o microfone, lançando mais tarde "The Unattractive Revolution", disco que não chegou a agradar tanto quanto o primeiro, mas mesmo assim rendeu boas críticas.

Agora é a vez de Simon Cruz (ex-JAILBAIT), que passou a integrar a banda em 2009, depois que Olliver Twist preferiu deixar o CRASHDIET para retomar os trabalhos com o RECKLESS LOVE. E parece que o novo vocalista se entrosou muito bem com o grupo!

Em "Generation Wild", o CRASHDIET ressurge e com Simon Cruz consegue resgatar boa parte da sonoridade que marcou o álbum de estréia da banda, o muito elogiado "Rest In Sleaze". É o CRASHDIET de volta, com seu Sleaze Metal de atitude e refrãos pegajosos, além de um vocal muito bem encaixado e adequado à sonoridade do grupo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Músicas como "So Alive" e "Down With The Dust" se assemelham ao som tirado no bem sucedido álbum de estréia – uma mescla de Hard Rock e Glam com elementos de Punk e Hardcore, que fez o CRASHDIET despontar da Suécia para o resto do mundo.

Com faixas empolgantes e grudentas, "Generation Wild" remete o ouvinte à sonoridade dos ícones dos anos 80: "Rebel" é inspirada nos primórdios do MÖTLEY CRÜE e é impossível não lembrar de "Monkey Bussiness", do SKID ROW, ao ouvir a música "Native Nature". Simon Cruz se mostra um vocalista muito versátil, o que resulta em um ótimo trabalho, considerando-se também o talento dos demais músicos.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Destaque ainda para a música que dá título ao disco, além de "Armageddon" e "Chemical", que traz o refrão mais pegajoso de todo o álbum, destacando-se pelos ótimos "backing vocals", pelo ritmo cadenciado e pelo bonito solo central.

Já está na hora de alguma gravadora nacional apostar no CRASHDIET e lançar os trabalhos da banda em versão brasileira, até para aproveitar a vinda do CRASHDIET em outubro desse ano ao país, podendo assim alavancar as vendas.

Em matéria de Hard Rock, "Generation Wild" é um dos grandes lançamentos de 2010 até agora. Compre o seu e torça para que a formação atual da banda se mantenha.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Importado – Frontiers Records

Banda:
Simon Cruz - vocal
Peter London - baixo
Eric Young - bateria
Martin Sweet - guitarra

Track List:
01. 442
02. Armageddon
03. So Alive
04. Generation Wild
05. Rebel
06. Save Her
07. Down With The Dust
08. Native Nature
09. Chemical
10. Bound To Fall
11. Beautiful Pain

Resenha - Rest In Sleaze - Crashdiet


Outras resenhas de Generation Wild - Crashdiet

Resenha - Generation Wild - Crashdiet

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano.