Resenha - Rest In Sleaze - Crashdiet

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Se não fosse pelo falecimento do vocalista Dave Lepard no último dia 20 de janeiro, o Crashdiet certamente teria um futuro promissor pela frente (a banda deve encerrar suas atividades após este acontecimento), pois apresentou um excelente Glam Rock em seu primeiro e único trabalho de estúdio, lançado somente no mercado europeu e japonês.

Crashdïet: banda de hard/sleaze lança Rust, 1° álbum com novo vocalistaCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"

Em se tratando de Hard Rock e Glam Rock, não é novidade para ninguém que a Suécia tem apresentado ao mundo bandas de qualidade nos últimos anos (Hardcore Superstar, Backyard Babies e Gemini Five são alguns bons exemplos).

E o Crashdiet não fica atrás. Pelo contrário, aparece como uma das mais gratas surpresas. Sem dúvida alguma este álbum é um dos destaques de 2005 no gênero conhecido como 80`s Hair Metal. O som é empolgante, com riffs fortes, vocal rasgado (no melhor estilo Tom Keifer, do Cinderella) e energia de sobra.

"Riot In Everyone" é o cartão de visita do disco, demonstrando a força do som da banda. Todos os elementos que uma boa música de Glam Rock/Hair Metal precisa para fazer sucesso estão nela - refrão pegajoso, guitarras arrasadoras e muita, muita atitude. "Queen Obscene / 69 Shots", "Breakin` The Chainz", "Knokk `Em Down" e "Needle In Your Eye" também se sobressaem, embora o álbum num todo seja totalmente recomendável aos fãs do estilo.

Apesar de ser bem curto (10 faixas com pouco mais de 35 minutos no total), o CD é inteiramente bem produzido, esbanjando atitude e energia. Como é muito comum nos álbuns do gênero, uma balada não podia faltar: ela é "It`s a Miracle". Nem chega a ser tão lenta, mas é tocada de forma marcante e intensa, com um brilhante solo de guitarra e uma cadência bastante interessante.

A versão japonesa avaliada traz ainda duas faixas extras, "Riot In Everyone" versão demo e "Tomorrow", esta última destoando das demais, com uma gravação mais baixa e nem tão enérgica. Dois vídeos também fazem parte do material adicional disponibilizado ao público japonês.

Uma pena que o vocalista e principal compositor da banda, Dave Lepard, tenha falecido tão cedo, levando o grupo, ao que tudo indica, a encerrar as atividades de forma tão precoce. Com certeza bastava uma turnê americana para o Crashdiet estourar pelo mundo todo. Qualidade musical os caras têm de sobra.

Por fim, vale ressaltar que como o álbum não foi lançado no mercado americano, tampouco no Brasil, quem quiser contar com este excelente (e provavelmente único) registro do Crashdiet na coleção, terá que desembolsar algum dinheiro a mais, pois tanto a versão européia quanto a japonesa não saem por menos de R$ 100,00, sob encomenda. Pelo menos garanto que vale cada centavo gasto...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crashdïet"


Crashdïet: banda de hard/sleaze lança Rust, 1° álbum com novo vocalistaCrashdïet: banda lança vídeo de "Rust", música do próximo álbum; veja

Courtney Love: Parei com drogas e transei como um coelhoCourtney Love
"Parei com drogas e transei como um coelho"

Black Sabbath: As 10 melhores músicas da banda segundo a UCRBlack Sabbath
As 10 melhores músicas da banda segundo a UCR

Separados no nascimento: Sebastian Bach e Fernanda LimaSeparados no nascimento
Sebastian Bach e Fernanda Lima

Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaFotos de Infância
Max e Igor Cavalera, do Sepultura

Slipknot: as mulheres da vida dos integrantes da bandaSlipknot
As mulheres da vida dos integrantes da banda

Rolling Stones: nas pegadas da banda em MatãoRolling Stones
Nas pegadas da banda em Matão

Damian Salazar: provavelmente o músico de rua mais shreder que você ja viuDamian Salazar
Provavelmente o músico de rua mais shreder que você ja viu


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336