For Ruin: Black/Death que lembra o som de Gotemburgo

Resenha - Last Night - For Ruin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Com várias mudanças em sua formação enquanto liberavam um split, demo, EP e DVD, a origem do For Ruin remonta à Irlanda de 2003, em uma tentativa de John Murphy (voz e guitarra) seguir carreira solo, tentativa que logo adquiriu contornos de uma banda real. Seu Black/Death Metal, com muitas melodias, passou a conquistar a simpatia do underground europeu e alcançou o Top Ten na categoria de bandas independentes da Terrorizer em 2006.

Megadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da história

Toda a dedicação do fundador John Murphy abriu os olhos da Sentinel Records e, assim sendo, o For Ruin estreou com "December" em 2007, possibilitando que passassem a tocar ao lado de nomes como Napalm Death, Extreme Noise Terror, Primordial, Amon Amarth, Paradise Lost, etc. Após toda essa experiência adquirida sobre os palcos, a banda continua agora sua trajetória com o independente "Last Night".

Como o leitor mais atento percebeu, os nomes com que o For Ruin tocou são de estilos bem distintos. E a música deste segundo trabalho provavelmente continuará a propiciar este fato. Ainda que, superficialmente, tudo aparente ser devidamente rude, os irlandeses conseguem inserir arranjos mais delicados, mesclando sua tendência ao Metal Extremo – inclusive utilizando vocalizações rosnadas – com várias passagens do Thrash e até mesmo do saudoso NWOBHM.

Tendo como destaques "Decline" e "Solace", a audição de "Last Night" flui de forma bem satisfatória, e é difícil encontrar algo realmente desagradável entre suas 10 faixas. Mas, ainda assim, o For Ruin carece de uma personalidade mais acentuada, algo que faça alguma diferença entre as tantas bandas espalhadas pelo fértil continente europeu.

"Last Night" merece ser conferido principalmente pelo público que aprecia aquela sonoridade crua que Gotemburgo proporcionou lá pela década de 1990, tão bem representada pelo At The Gates e Dark Tranquility. Se este é você, acesse o site do For Ruin, há muitos downloads disponíveis por lá!

Contato:
http://www.forruin.com
http://www.myspace.com/forruinband

Formação:
John Murphy – voz e guitarra
Drew Myers - guitarra
Peter Lawlor - baixo
Pete Alcorn - bateria

For Ruin – Last Night
(2009 / independente – importado)

01. Enlightened (Instrumental)
02. Care Of The Dead
03. Decline
04. In Suffering
05. Solace
06. Recoil
07. Crawl (Instrumental)
08. Deluge
09. Cold Call
10. Elysiu




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Megadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?Megadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaGuitar World
Os 100 piores solos de guitarra da história


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin