Bible Of The Devil: proposta retrô cativa pela nostalgia

Resenha - Freedom Metal - Bible Of The Devil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Embora seja um veterano na cena de Chicago (EUA), seu nome ainda pode gerar algumas confusões por aí... Mas o Bible Of The Devil consegue mostrar que o cenário underground norte-americano está longe de produzir somente aquelas bandas mais alternativas que tem estado em evidência nos últimos anos. Na ativa desde 1999, o grupo está lançando seu quinto álbum com uma proposta bem retrô, mas que cativa pela nostalgia transmitida por cada uma de suas composições.
5000 acessosManowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted Sister5000 acessosTotal Guitar: os melhores e piores covers da história

Analisando friamente, “Freedom Metal” não se preocupa em apresentar uma real identidade musical. Longe disso. Ainda que Mark Hoffmann tenha um timbre que remeta parcialmente a Dave Wyndorf (Monster Magnet), seus músicos possuem mesmo é um impressionante talento em render verdadeiras homenagens às mais influentes bandas que o Hard Rock e o Heavy Metal apresentaram ao mundo e que fizeram história entre a segunda metade dos anos 1970 e início da década seguinte.

Para o leitor ter uma idéia do respeito que o Bible Of The Devil tem pelos velhos tempos, cito duas das melhores composições do álbum: “Hijack The Night” e “Ol’ Girl”. A primeira poderia ter sido composta pelo Kiss em seus melhores momentos, e a segunda encheria de orgulho o falecido Phil Lynott, do Thin Lizzy. E, durante a audição, a sensação de Déjà vu prossegue firme, com inúmeras referências ao Ted Nugent, Grand Funk, Motorhead e uma sempre interessante veia do famoso NWOBHM de Iron Maiden ou Saxon.

Em uma época em que o público parece dar mais valor às bandinhas covers, o Bible Of The Devil até se prontifica a fazer algo similar, mas tocando músicas autorais que parecem ter sido compostas pelos mestres em seus dias de glória – e não possuem pudores de em mostrar isso para todo mundo. Tudo é muito familiar e totalmente recomendável àqueles que curtiram o Hard Metal em seus primórdios. Muito bom!

Formação:
Mark Hoffmann - voz e guitarra
Nate Perry - guitarra
Darren Amaya - baixo
Greg Spalding - bateria

Bible Of The Devil - Freedom Metal
(2008 / Cruz del Sur Music – importado)

01. Hijack The Night
02. Night Oath
03. The Turning Stone
04. Womanize
05. 0Heat Feeler
06. Ol’ Girl
07. Greek Fire
08. 500 More

Homepage:
http://www.bibleofthedevil.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Bible Of The Devil"

ManowarManowar
O dia em que a banda arregou pro Twisted Sister

Total GuitarTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

Capas de álbunsCapas de álbuns
As mais obscuras e marcantes da história

5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo5000 acessosEm 03/02/1959: Buddy Holly, Ritchie Valens e Big Bopper morrem em acidente aéreo5000 acessosSimplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundo5000 acessosGangnam Style: uma versão bem mais pesada do clássico5000 acessosNicko McBrain: "Imagine eu tocando Run to the Hills com 73 anos!"5000 acessosGibson: os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online