Thunderstone: longe de comparações ao Stratovarius

Resenha - Evolution 4.0 - Thunderstone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Se o Thunderstone, um dia, já foi acusado de ser um mero "clone" de Stratovarius, "Evolution 4.0" afasta definitivamente qualquer hipótese de uma comparação absurda desta.

Manowar: A vida real e nada épica dos Reis do Metal?Slayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Suplantando o estigma de toda banda finlandesa - que parecem condenadas a serem representantes da "terra encantada da melodia", num sentido kitsch e negativo, obviamente - o som que estes cinco caras produzem está bem além disto. "Forevermore" já traz riffs, peso, grooves e uma pegada forte, muito mais do que se esperaria de um bando de branquelos vindo de lá.

Nino Laurenne, a propósito, é o grande destaque aqui. Sua guitarra é raivosa e agressiva, porém sóbria e bem tocada, sem exageros - surpreendentemente como toda música da banda - como se trouxesse o melhor das escolas thrash e hard, com toques de prog e metal tradicional: "Roots Of Anger", "10.000 Ways" e "Face In The Mirror".

Os refrães são outro ponto positivo. Reforçados pela competente, de bom alcance e não enjoativa voz de Pasi Ratanen, que capricha tanto nos tons rasgados quanto nos mais leves, músicas como "Holding On To My Pain", "Solid Ground" e "Great Man Down" ganham em força, tornando-se marcantes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se "Evolution 4.0", a despeito de ser o melhor trabalho da banda até agora, e representar, de fato, uma evolução, isto se deve não só ao entrosamento - a formação é a mesma desde a estréia - como a própria experiência mercadológica, de estrada e amadurecimento da sonoridade, bem como do ofício de compor. "Down With Me" exemplifica isto, sendo a mais bem acabada da obra.

No geral, um CD que supera expectativas. E mostra que, ao contrário do que se poderia apostar anos atrás, o Thunderstone é uma banda que tem qualidades suficientes para se destacar no cenário e, quem sabe, alçar um reconhecimento maior. Vale a pena acompanhar.

Formação:
Pasi Ratanen - Vocais
Nino Laurenne - Guitarra
Kari Tornack - Teclados
Titus Hjelm - Baixo
Mirka Ratanen - Bateria
Site oficial: www.thunderstone.org




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Thunderstone"


Power Metal: 20 bandas para quem é fã do estiloPower Metal
20 bandas para quem é fã do estilo


Manowar: A vida real e nada épica dos Reis do Metal?Manowar
A vida real e nada épica dos Reis do Metal?

Slayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merdaSlayer
Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merda


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280