Genesis: conhecida coletânea fica menos descartável

Resenha - Turn It on Again, The Hits: The Tour Edition - Genesis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Thomaz
Enviar Correções  


Sabe aquele programa de TV chamado Extreme Makeover, em que pessoas feias mudam de vida com tratamento para a feiura? Alguma vez você já deve ter ouvido falar dele. É o que aconteceu com a batida compilação "Turn it on Again - The Hits" do Genesis. Pois aquela que eu considerava a compilação mais pobre da banda ganhou uma edição especial em decorrência do retorno da banda aos palcos no ano de 2007 e surpresa - ficou com um aspecto bem mais interessante.

Claro, ainda está longe de bater "The Platinum Collection", considerada por muitos como a coletânea definitiva da banda. Mas pelo menos conseguiu um apelo maior com a inclusão de um segundo disco. O primeiro CD da compilação contém a compilação que todo mundo já conhece, levemente alterada. A ordem das faixas foi mudada e foram inclusas as faixas "Tell me Why", "Illegal Alien" e "No Reply at All". As faixas "Follow You, Follow Me", "I Know What I Like", "Congo" e "Misunderstanding" foram para o segundo CD.

publicidade

Já no segundo CD temos faixas que variam desde hits e singles do período trio como "Paperlate", a divertida "Keep it Dark", "Man on the Corner", a bela "Duchess" e a tocante "Many too Many" até faixas e singles da era quarteto do grupo como "Your Own Special Way", a maravilhosa e épica "Afterglow", a bacana "A Trick of the Tail" e faixas de singles como "Pigeons" e "Inside and Out".

publicidade

Também temos as ótimas "Counting out Time", "Happy the Man" e "The Knife" (esta última, infelizmente tesourada), todas da excelente fase progressiva da banda com Peter Gabriel, Steve Hackett e Anthony Phillips, todos das primeiras encarnações do grupo.

É, até que o visual daquela batida compilação que sempre se via nas prateleiras das lojas melhorou consideravelmente de aspecto. Ficou mais 'apresentável', dá pra encarar como outra opção para fãs casuais. Mas como foi dito antes, nada bate a compilação tripla do grupo, essa sim, escolha certa e primordial para quem deseja futuramente se aprofundar mais e mais no trabalho do grupo. A conhecida e feia "Turn it on Again - The Hits", como as pessoas do Extreme Makeover, fica mais 'bonitinha', mas nunca será uma beleza pura.

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin