Resenha - Performing An Exact Revenge - Soul-Sick

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago El Cid Cardim
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Antes de qualquer coisa, cabe aqui uma apresentação: olá, caro leitor do Whiplash, este é o quarteto nova-iorquino Soul-Sick. Capitaneado pelo carismático vocalista Kevin “The Mighty” Caputo, o grupo lançou um CD demo intitulado “Still Sick & Suffering”, que rapidamente tomou a cena underground da região de assalto com o seu potente crossover de heavy metal e hardcore (e com uma pitada de hip hop, lembre-se), levando-os a turnês com bandas tão diversas quanto o seu próprio som: Sevendust, Madball, Hatebreed, Meshuggah e Suicidal Tendencies, entre outros. Agora, os caras querem conquistar não só a terra do Tio Sam como o mundo – motivo pelo qual caiu na mão deste que vos escreve o seu primeiro CD full, “Performing An Exact Revenge”. E devo dizer que os auto-intitulados “Reis do Def-Core de NY” fizeram uma estréia pra lá de alucinante.
5000 acessosMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos5000 acessosSlipknot: banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR

É bem verdade que talvez, à primeira audição, o Soul-Sick não lhe pareça exatamente uma novidade - especialmente para quem já é familiar com sonoridades como a do próprio Suicidal Tendencies. Mas quando a faixa inicial, “All Rise”, explode quebrando tudo nos seus ouvidos, o Soul-Sick ganha muitos e muitos pontos pelo menos pela tentativa (ainda que quase engatinhando) de criar uma identidade própria e pelo nítido tesão pela música que fica muito claro em cada paulada que os sujeitos nos oferecem ao longo de suas treze pedradas. É tudo executado com tamanha energia e fúria, vívidas e absolutamente autênticas, que dá gosto colocar a bolacha para rolar no volume máximo.

Misturando um vocal gritado e quase gutural a la Max Cavalera com passagens “rapísticas” - dica: se você é do tipo pentelho que se considera “true”, fique longe - e nitidamente inspiradas em um certo Zack De La Rocha (“Killa” é o principalmente exemplo deste flerte, seja pela interpretação ou mesmo pela letra que tem aspirações social-políticas, com um resultado final que beira o nu metal), Caputo comanda, com muita propriedade, uma trupe afinadíssima na execução de seu metalcore de levada thrash moderna e violenta. Destaque para o excelente baterista Dan Komis, que em canções como “Blast Furnace” e “Now I'm You” (que se fosse cantada em espanhol, poderia facilmente ser um trecho do disco do Molotov, aliás), prova que não é apenas e tão somente um trogodlita que esmurra o seu instrumento, evitando saídas óbvias e mostrando um lado melódico e percussivo que promete excelentes resultados nos trabalhos futuros do Soul-Sick.

Já que citei “Blast Furnace”, um dos pontos altos de “Performing An Exact Revenge”, é importante destacar que a música tem as bem-vindas participações especiais de Carly Coma e Ken Schalk, respectivamente vocalista e baterista do Candiria – outra influência nítida no som do Soul-Sick.

Apesar da esmerada produção de A.J. Novello, do Leeway, é perceptível que este é um grupo em desenvolvimento, em crescimento, começando a sua estrada nos palcos. Um pouco cru e ainda desajeitado em alguns momentos - basta ver (ou melhor, ouvir, com o perdão do trocadilho ridículo) a levada do refrão de “Red, White, Black And Blue” , que quase estraga a música de tão bobinha. Mas se os caras já começaram tão esforçados, bem dispostos e com tanta vontade de mostrar serviço, o futuro parece ser bem promissor. Por agora, depois desta singela apresentação, tudo que posso dizer, falando em nome dos sujeitos, é “Muito prazer em conhecê-lo. E até a próxima vez”.

Line-up:
Kevin “The Mighty Caputo” - Vocal
James “Jimmy” Barbella - Guitarra
Matt Waras - Baixo
Dan Komis - Bateria

Tracklist:
1. All Rise
2. Killa
3. Alcohol
4. Blast Furnace (w/ Carly Coma & Ken Schalk of Candiria)
5. Paris in May
6. You're No Friend
7. Now I'm You
8 Red, White, Black & Blue (w/ Ken Schalk of Candiria)
9. Streetwise
10. Strike the Nail
11. Subtraction
12. Impaling Caesar
13. World of Hurt

Gravadora:
Born Wrong Records (Importado)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Soul-Sick"

Music RadarMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

SlipknotSlipknot
Banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR

Simone SimonsSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

5000 acessosSolos: Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal5000 acessosGuitarristas: Os 10 maiores dos anos 80 segundo a revista Fuzz5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson e sua preferência pelo Brasil5000 acessosJack Bruce: "Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"5000 acessosGhost: O inacreditável bolo de aniversário de Papa Emeritus5000 acessosNightwish: "Vendemos mais na minha época que na anterior"

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre Thiago El Cid Cardim

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online