Resenha - Songs That Drove Metallica - Full Metal Garage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Werneck
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Numa clara referência aos discos de covers do Metallica, todos contendo a palavra “garage” no título, a Sanctuary lançou uma coletânea dupla contendo versões originais de quase todas as músicas que a banda regravou. Tal coletânea, aprovada pelo próprio Metallica, nos dá uma boa mostra de como o som do grupo foi moldado.
4336 acessosKirk Hammett: fiquei rico e sou generoso com os chegados5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

O Metallica nunca escondeu suas influências, muito pelo contrário. Primeiro foram os covers para “Am I Evil” e “Blitzkrieg”, incluídas no lado B do single de “Creeping Death”, e que ficaram conhecidas como “Garage Days Revisited”. Depois, o EP de covers “Garage Days Re-revisited”, e finalmente a sua versão ampliada, o CD duplo “Garage Inc.”. Com estilos variando entre o rock dos anos 70, o punk do fim da mesma década, e o rock pesado da NWOBHM do início dos anos 80, os covers feitos pelo Metallica eram ecléticos e tinham como ponto comum a energia das composições, a força das guitarras, e uma bateria pulsante. E refrãos cativantes, mas não necessariamente grudentos. O lançamento aqui resenhado possui portanto a maioria das músicas “coverizadas” pelo Metallica.

Sabe-se que o baterista Lars Ulrich comprava vários discos de grupos ingleses relativamente pouco conhecidos, dentro do estilo NWOBHM. Entre eles, está o Diamond Head, cujas músicas ficaram mundialmente conhecidas justamente pelas regravações do Metallica, tais como “Am I Evil” e “Helpless”. Por incrível que pareça, quando o Diamond Head retornou à atividade, chegou a abrir shows para o Metallica, e o público chegava a vaiá-los quando tocavam “Am I Evil”, achando um desrespeito que tocassem “uma música do Metallica” (!!!) antes do show dos próprios. Ah se ignorância matasse...

Dentre as outras bandas de NWOBHM presentes estão o Holocaust, o Blitzkrieg, o Savage, o Jaguar, e o Sweet Savage do guitarrista Vivian Campbell (que depois tocou com Dio, Whitesnake, Def Leppard). Dentre as bandas punk, estão o Discharge, o Misfits de Glenn Danzig, o Anti-Nowhere League, o Killing Joke, e Nick Cave (bem, esses 2 últimos, mais conhecidos como sendo “pós-punk”). As maiores influências do rock setentista ficam por conta do Lynyrd Skynyrd, do Thin Lizzy (ambas as bandas apresentando um trabalho de guitarras duplicadas que certamente influenciou o Metallica), do Budgie, do Motörhead, do Black Sabbath e do Blue Öyster Cult. Finalmente, outra notória e admitida influência veio da banda Mercyful Fate, dinamarquesa como Ulrich, capitaneada pelo carismático vocalista King Diamond.

Esta coletânea dupla, “Full Metal Garage: The Songs That Drove Metallica”, apresenta luxuoso acabamento com slipcase incluída, encarte generoso com comentários faixa-a-faixa, nos dando uma boa idéia de como cada música influenciou o Metallica, e em qual lançamento original do Metallica cada cover foi inserida. Há também depoimento por escrito do baixista/vocalista Burke Shelley, da banda Budgie, falando sobre o Metallica, de como se sente tendo influenciado a principal banda de rock pesado dos anos 80, e do retorno (financeiro) que acabaram obtendo por conta de suas músicas terem sido regravadas pela banda. Afinal, o Metallica acabou gerando interesse de seus fãs pelas bandas que eles próprios cultuavam (e cultuam), e com isso houve um regenerado interesse por discos que em muitos casos encontravam-se empoeirando nas prateleiras das lojas de discos.

CD 1

1. Discharge – "Free Speech (For The Dumb)"
2. Diamond Head – "It's Electric"
3. Black Sabbath – "Sabbra Cadabra"
4. Misfits – "Die Die My Darling"
5. Nick Cave – "Loverman"
6. Mercyful Fate – "Curse Of The Pharaohs"
7. Mercyful Fate – "Evil"
8. Blue Öyster Cult – "Astronomy"
9. Thin Lizzy – "Whiskey In The Jar"
10. Lynyrd Skynyrd – "Tuesday's Gone"
11. Discharge – "The More I See"

CD 2

1. Diamond Head – "Helpless"
2. Holocaust – "The Small Hours"
3. Killing Joke – "The Wait"
4. Budgie – "Crash Course In Brain Surgery"
5. Diamond Head – "Am I Evil"
6. Blitzkrieg – "Blitzkrieg"
7. Budgie – "Breadfan"
8. Diamond Head – "The Prince"
9. Anti Nowhere League – "So What"
10. Sweet Savage – "Killing Time" ('96 Version)
11. Motörhead – "Overkill"
12. Motörhead – "Too Late Too Late"
13. Savage – "Let It Loose"
14. Diamond Head – "Sucking My Love"
15. Savage – "Dirty Money"
16. Jaguar – "Stormchild"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kirk HammettKirk Hammett
Fiquei rico e sou generoso com os chegados

570 acessosMetallica: vídeo oficial de "Fuel" em Orlando3226 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?1359 acessosMetallica: e se o "St.Anger" estivesse no "And Justice for All"?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
10 melhores momentos de Lars Ulrich na bateria

MetallicaMetallica
Joguem este processo no lixo, dizem para banda cover

LoudwireLoudwire
Os 25 melhores álbuns de estreia do Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

AerosmithAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

HumorHumor
Namorar um headbanger é sair da zona de conforto

EpicaEpica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

5000 acessosCapas de álbuns: 30 das piores artes da história5000 acessosMegadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine5000 acessosHeavy Metal: estressante, perturbador e faz mal ao coração5000 acessosOzzy Osbourne: confira comercial com Justin Bieber5000 acessosClassic Rock: os 25 discos mais vendidos de todos os tempos5000 acessosAC/DC: Brian May gostaria de ter feito parte do grupo

Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D’Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online