Resenha - Music for the Recently Deceased - I Killed the Prom Queen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Colaborador AE
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Uma surpresa bacana ouvir outra banda australiana, depois que nunca mais ouvi falar do Enter VI. Apesar do 'lookzinho' EMO dos rapazes (sim! sim! jogando lenha na fogueira!), o som executado pelos australianos do I Killed the Prom Queen (trad.: Eu matei a rainha da formatura) não se assemelha em nada ao estilinho fadado ao esquecimento. O título que eles receberam da gravadora foi o de "Metal-Core". Ao menos um dos caras teve o bom gosto de fazer a sessão de fotos com uma camisa do SOILWORK e, a partir daí, já começamos a observar a influência da banda.

Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaBlack Sabbath: um Tony Iommi que você não conhecia

Ainda que passando um pouco longe do Soilwork, apesar de certas semelhanças em uma passagem ou outra das músicas, o I Killed the Prom Queen ganha certa identidade e originalidade. Não significa que alterar gritos gulturais com vozes no meio tempo mais suaves e aveludadas seja a coisa mais original hoje em dia, pois de uns cinco anos pra cá o que apareceu de bandas fadadas ao melhor estilo "Gothemburg Sound" (também praticadas por bandas do porte de In Flames, Soilwork, Lamb of God, Darkane...), não é brincadeira. Entretanto, o estilo ainda é muito bem visto no mundo todo, e isso auxilia ainda mais a proliferar bandas como I Killed the Prom Queen compondo álbuns primorosos como este "Music for the Recently Deceased".

São músicas acaloradas de desgraceiras da vida moderna, tudo visto duma maneira bem pessimista. Rá! Achamos então a influência EMO? Não muito. Os caras têm letras bem criativas e nos presenteiam com músicas primorosas como a pesadíssima "Say Goodbye", "Your Shirt Would Look Better With a Columbian Neck-tie" e a minha favorita, "Like Nails to A Casket". Esta última me lembrou muito o Coldseed, atual projeto do ex-Blind Guardian Thomen Stauch, com o vocalista do Soilwork Björn "Speed" Strid.

O encarte. Ah! Como gosto de ver um encarte bem feito, e isso sempre vou ressaltar aqui. Isso é o que me mantém a vontade de comprar CDs.

Track-list:
1. Sharks in Your Mouth
2. Say Goodbye
3. 666
4. Your Shirt Would Look Better With a Columbian Neck-tie
5. The Deepest Sleep
6. Bet it All On Black
7. Headfirst From a Hangman's Noose
8. Sleepless Nights and City Lights
9. Slain Upon My Faithful Sword
10. Like Nails to A Casket
11. There Will be no Violins When you Die




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "I Killed the Prom Queen"


Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Megadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave MustaineMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Pantera: em 1986, a aversão ao mainstream ainda no undergroundPantera
Em 1986, a aversão ao mainstream ainda no underground

Andre Matos: covers de Iron e Manowar com Dreadnox e Tribuzy em 1995Andre Matos
Covers de Iron e Manowar com Dreadnox e Tribuzy em 1995


Sobre Colaborador AE

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336