Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe

imagemBenny Anderson toca música do Foo Fighters por ter visto Dave Grohl homenageando Abba

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou


Airbourne 2022

Resenha - Music for the Recently Deceased - I Killed the Prom Queen

Por Colaborador AE
Em 10/12/06

Nota: 8

Uma surpresa bacana ouvir outra banda australiana, depois que nunca mais ouvi falar do Enter VI. Apesar do ‘lookzinho’ EMO dos rapazes (sim! sim! jogando lenha na fogueira!), o som executado pelos australianos do I Killed the Prom Queen (trad.: Eu matei a rainha da formatura) não se assemelha em nada ao estilinho fadado ao esquecimento. O título que eles receberam da gravadora foi o de "Metal-Core". Ao menos um dos caras teve o bom gosto de fazer a sessão de fotos com uma camisa do SOILWORK e, a partir daí, já começamos a observar a influência da banda.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ainda que passando um pouco longe do Soilwork, apesar de certas semelhanças em uma passagem ou outra das músicas, o I Killed the Prom Queen ganha certa identidade e originalidade. Não significa que alterar gritos gulturais com vozes no meio tempo mais suaves e aveludadas seja a coisa mais original hoje em dia, pois de uns cinco anos pra cá o que apareceu de bandas fadadas ao melhor estilo "Gothemburg Sound" (também praticadas por bandas do porte de In Flames, Soilwork, Lamb of God, Darkane...), não é brincadeira. Entretanto, o estilo ainda é muito bem visto no mundo todo, e isso auxilia ainda mais a proliferar bandas como I Killed the Prom Queen compondo álbuns primorosos como este "Music for the Recently Deceased".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

São músicas acaloradas de desgraceiras da vida moderna, tudo visto duma maneira bem pessimista. Rá! Achamos então a influência EMO? Não muito. Os caras têm letras bem criativas e nos presenteiam com músicas primorosas como a pesadíssima "Say Goodbye", "Your Shirt Would Look Better With a Columbian Neck-tie" e a minha favorita, "Like Nails to A Casket". Esta última me lembrou muito o Coldseed, atual projeto do ex-Blind Guardian Thomen Stauch, com o vocalista do Soilwork Björn "Speed" Strid.

O encarte. Ah! Como gosto de ver um encarte bem feito, e isso sempre vou ressaltar aqui. Isso é o que me mantém a vontade de comprar CDs.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Track-list:
1. Sharks in Your Mouth
2. Say Goodbye
3. €666
4. Your Shirt Would Look Better With a Columbian Neck-tie
5. The Deepest Sleep
6. Bet it All On Black
7. Headfirst From a Hangman´s Noose
8. Sleepless Nights and City Lights
9. Slain Upon My Faithful Sword
10. Like Nails to A Casket
11. There Will be no Violins When you Die

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp