Resenha - Christ Illusion - Slayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A primeira audição de “Christ Illusion” deixa uma única certeza: este é um álbum incontestável. Talvez, para os mais radicais, o único digno deste rótulo nos últimos 12 anos. Aliás, uma coisa que o Slayer precisa rever é o intervalo entre seus trabalhos. Apenas no presente caso foram 5 anos de espera desde “God Hates Us All”.
4771 acessosKerry King: revelando qual a sua música favorita do Metallica5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais

A nova bolachinha não é totalmente oitentista, muito menos “moderna” e nem tem pretensões de inovar ou coisa parecida. Contudo, há um tremendo simbolismo old-school aqui, e os sinais disto são facilmente observáveis. Além da sonoridade, temos a volta da formação original, do estilo das velhas capas (ausente nos dois anteriores) e até a produção, que acertou o tom ao ficar cuidadosamente suja, nas guitarras em especial.

Ou seja, “Christ Illusion” é um álbum que jamais se arrisca. Pelo contrário, lida com estruturas e temas que seriam sabidamente infalíveis. Mas isto, de modo nenhum, chega a ser um problema (exceto nas letras, que apresentam a criatividade de uma pedra). O que temos aqui é o puro thrash metal consagrado pela banda, que sempre tratou o termo no seu sentido mais literal. A única que destoa um pouquinho é “Jihad”, o resto, com uma ou outra cadência devidamente pontuada, é a conhecida brutalidade trabalhada que cai tão bem aos ouvidos.

Dave Lombardo tem uma atuação simplesmente cavalar, e ele é um dos poucos bateristas que conseguem colocar vida a músicas que exigem tanta velocidade. Jeff Hanneman e Kerry King brilham com riffs e solos que explicam o porquê deles serem respeitados por 10 entre 10 headbangers. E Tom Araya dispensa comentários.

“Consfearacy” destaca-se facilmente, e tem tudo para se tornar um novo clássico. “Flesh Storm” e “Catalyst” são da mesma estirpe. “Eyes Of The Insane” – com deliciosas paradinhas – “Catatonic” e “Black Serenade” alternam entre o ponderado e o diretamente agressivo. Assim como essas, todas as outras merecem atenção.

Sem dúvida “Christ Illusion” terá um grande impacto. E, ao final de tudo, ele acaba sendo um gostosíssimo “déja-vu” – mas não chega a ser perfeito.
Agora some todo o tempo que este trabalho levou para ler lançado com os 8 anos desde a última apresentação da banda no Brasil e tente ter uma idéia do que ocorrerá na turnê marcada para setembro. Apenas tente.

Site Oficial: www.slayer.net

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Christ Illusion - Slayer

5000 acessosTradução - Christ Illusion - Slayer

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

616 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores874 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer742 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Kerry KingKerry King
As músicas do Slayer que ele odeia

Machine HeadMachine Head
A tarefa inglória de abrir pro Slayer

SlayerSlayer
Jeff decidiu desaparecer antes de morrer, lamenta Araya

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

EntrevistasEntrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais5000 acessosRegis Tadeu: "Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"5000 acessosEntrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistador4758 acessosJackdevil: Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metal5000 acessosAll Shall Perish: a barbárie dos Wall Of Death mais truculentos5000 acessosPink Floyd: Rick Wright morre aos 65 anos de idade

Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online