Resenha - Pitch Black Progress - Scar Symmetry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


Os suecos do Scar Symmetry estão na ativa desde 2004 e já contam com um CD ("Symmetric In Desing") lançado. A proposta da banda é simples: death metal moderno, sem frescuras e com força e pegada. A banda vem obtendo boas respostas de seu primeiro CD, sendo aclamada como um dos novos nomes do death europeu, e tem tido boas respostas em seus shows. Este é seu segundo CD, que chega a nossas mãos via Nuclear Blast neste ano. Particularmente sempre torço o nariz quando uma banda vem escorada por tanta falação, mas confesso que fiquei curioso, pois tenho ouvido muito a respeito destes suecos, e o lançamento do CD aqui mostra que eles não estão para brincadeiras.

O Clube dos 27: 17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídica

Journey: o famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"

De cara somos brindados com uma intro simples, porém direta, que nos leva a "The Illusionist", uma paulada death/heavy com mudanças de andamento e vocais ora guturais ora limpos, uma grata surpresa. "Slaves To The Subliminal" segue a fórmula citada, sendo altamente cativante e curiosa, porque a banda consegue misturar vários estilos e criar uma sonoridade única, que transita do heavy mais tradicional ao death mais brutal com facilidade. "Mind Machine" já é mais pesada e cadenciada, e poderia ser considerada uma faixa heavy tradicional com facilidade, dado o bom trabalho de guitarras.

Estamos definitivamente diante de um grande CD, uma grata revelação, com destaque para o peso de "Calculate The Apocalypse", as guitarras de "Dreaming 24/7" (uma das mais acessíveis do CD), e da pancadaria de "The Kaleidoscopic God". Uma banda entrosada, com destaque para as guitarras de Jonas Kjellgren e Per Nilsson e os vocais soberbos de Christian Alvestam (que alterna urros e vocais limpos com uma facilidade mágica). Completam o time o baterista Henrick Ohisson e o baixista Kenneth Seil.

Se você é fã de In Flames ou Children Of Bodom tem que ter esse CD, que é de longe um dos melhores já apresentados no estilo, e uma obra que merece ser conferida!

Nuclear Blast Brasil – 2006 (Nacional)

Site Oficial: http://www.scarsymmetry.com


Outras resenhas de Pitch Black Progress - Scar Symmetry

Resenha - Pitch Black Progress - Scar Symmetry

Resenha - Pitch Black Progress - Scar Symmetry




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


O Clube dos 27: 17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídicaO Clube dos 27
17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídica

Journey: o famoso erro geográfico em Don't Stop Believin'Journey
O famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin