Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemKing Diamond fala sobre retorno do Mercyful Fate; "Isso não é uma reunião"

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemJimmy Page conta como convenceu Robert Plant a formar o Led Zeppelin

imagemPaul Di'Anno recebe ajuda de Derek Riggs para angariar fundos

imagemOzzy Osbourne revela de qual de seus álbuns Lemmy Kilmister mais gostava

imagemA música do Black Sabbath favorita de Frank Zappa


Dream Theater 2022

Resenha - Royal Killing - Fall of Serenity

Por Clóvis Eduardo
Em 01/05/06

Nota: 7

As bandas de death metal têm dado duro para alcançar sonoridades destacadas. Isso inclui despejar arranjos mais melódicos ou progressivos, deixando o som truncado e de digestão mais trabalhosa. O Fall of Serenity lançou um trabalho em 2004, que, sem dúvidas, vale a pena ser ouvido.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mesmo sendo desconhecido aqui no Brasil, o Fall of Serenity merece ser conferido. O grupo de Death Metal alemão esmiúça letras e músicas com muito bom gosto e peso, sobretudo nos momentos de quebradeira. Na verdade, o CD tem uma cadência mais balançante, mas tem seus grandes momentos de arrasto típico do gênero.

A banda é formada por Eddy Langner e Alexander Fischer nas guitarras, René Betzold nos vocais, John Gahlert no baixo e Lutz Einenkel na bateria e é responsável por destroçar músicas rápidas como "Falling Apart" e "Children Of A Dying Breed". Lutz é forte na bateria e foi feliz com a masterização do disco. Assim como René, que por alguns momentos utiliza vocais limpos deixando a música mais harmoniosa. Os duetos de guitarra também são muito bem executados, lembrando alguns grandes clássicos do In Flames antigo.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A banda já vem desde 1998 na ativa, lançando discos e fazendo shows. Em 2006, lança um novo disco, intitulado "Bloodred Salvation", e tomara que a evolução seja tão significativa como a apresentada em "Royal Killing" em relação ao primeiro trabalho lançado, "Grey Man´s Requiem", de 2001.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo.