Resenha - Return Of The Champions - Queen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar Correções  

9


Freddie Mercury é insubstituível. Isso é um fato. Mas também é fato que os remanescentes do Queen têm todo direito de continuar tocando. E fazendo a alegria dos fãs, que não poderiam receber melhor presente – pena que o baixista John Deacon não topou participar. Para a empreitada, convidaram Paul Rodgers e chamaram o projeto de Queen + Paul Rodgers. Justo? Sim. O ex-vocalista do Free/Bad Company não tenta imitar Freddie e tem voz de sobra para levar os clássicos do Queen e de suas antigas bandas.

O show gravado na turnê de 32 datas que percorreu a Europa em 2005, traz o repertório calcado nos maiores sucessos, mas sem soar óbvio, com algumas surpresas incluídas, inclusive músicas do Free/Bad Company. É empolgante ver como essas canções sobreviveram todos esses anos e continuam emocionando milhões ao redor do globo. Perfeitamente executadas, com uma banda de apoio competente (Spike Edney nos teclados, Jamie Moses na guitarra e Danny Miranda no baixo), faixas como "Tie Your Mother Down", "Fat Bottomed Girls", "Another One Bites The Dust" e "Hammer to Fall" ganham vida após tanta espera.

publicidade

Brian May continua um grande destaque, seja nos solos, nos riffs ou até mesmo cantando "’39", que nos remete à época do disco "A Night At The Opera" e deve ter levado algumas lágrimas aos presentes. Roger Taylor também tem seus merecidos momentos em "I’m In Love With My Car" e "Let There Be Drums", sobrando a Paul Rodgers segurar toda responsabilidade de estar no lugar de um dos maiores cantores que já passaram pela terra. A escolha de "Wishing Well", "Feel Like Makin’ Love", "Can’t Get Enough", e "All Right Now" misturadas no repertório do Queen funciona, todas muito bem recebidas pela platéia.

publicidade

"Love Of My Life" é dedicada para a mãe de Freddie, presente no público no dia da gravação, em um dos momentos mais emocionantes deste Return Of The Champions, que só perde para "Bohemian Rhapsody", com a voz de Freddie Mercury, da gravação original, acompanhando a banda. "We Will Rock You" e "We Are The Champions" fecham a noite, com "God Save The Queen" encerrando os trabalhos. Um final já esperado, mas necessário.

publicidade

Disco 1

1. Reaching Out
2. Tie Your Mother Down
3. I Want to Break Free
4. Fat Bottomed Girls
5. Wishing Well
6. Another One Bites the Dust
7. Crazy Little Thing Called Love
8. Say It´s Not True
9. ´39
10. Love of My Life
11. Hammer to Fall
12. Feel Like Makin´ Love
13. Let There Be Drums
14. I´m in Love With My Car
15. Guitar Solo
16. Last Horizon

Disco 2

1. These Are the Days of Our Lives
2. Radio Ga Ga
3. Can´t Get Enough
4. A Kind of Magic
5. I Want It All
6. Bohemian Rhapsody
7. The Show Must Go On
8. All Right Now
9. We Will Rock You
10. We Are the Champions
11. God Save the Queen

publicidade

Site Oficial: http://www.queenpluspaulrodgers.com


Outras resenhas de Return Of The Champions - Queen

Resenha - Return Of The Champions - Queen

Resenha - Return Of The Champions - Queen + Paul Rodgers

Queen: o que é bom ninguém aceita que acabe




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Queen: na época, eles acharam que show no Live Aid havia sido até que meio okQueen
Na época, eles acharam que show no Live Aid havia sido "até que meio ok"

Queen: apoiadores de Trump cantam We Are The Champions e internautas repudiamQueen
Apoiadores de Trump cantam "We Are The Champions" e internautas repudiam

Brian May: Ele espera que ainda dê tempo para os EUA se curarem do dano que foi feitoBrian May
Ele espera que ainda dê tempo para os EUA se curarem do dano que foi feito

Rock in Rio: festival terá mais pop e menos rock em 2021, diz jornalistaRock in Rio
Festival terá mais pop e menos rock em 2021, diz jornalista

Brian May: Grato por estar vivo após a hemorragia estomacal, diz o guitarristaBrian May
Grato por estar vivo após a hemorragia estomacal, diz o guitarrista

Brian May: Sai versão matadora de I Am a Woman em apoio a batalha contra o câncerBrian May
Sai versão matadora de "I Am a Woman" em apoio a batalha contra o câncer

Queen: banda indiana grava ótima versão para Bohemian RhapsodyQueen
Banda indiana grava ótima versão para "Bohemian Rhapsody"

Eddie Van Halen: Eu amo sua música, e sempre amarei, disse Brian MayEddie Van Halen
"Eu amo sua música, e sempre amarei", disse Brian May

Queen: Rihanna zoa time adversário cantando clássico da bandaQueen
Rihanna zoa time adversário cantando clássico da banda

Queen: Brian May revela sua música favorita da banda - e a escolha é inusitadaQueen
Brian May revela sua música favorita da banda - e a escolha é inusitada


Sérgio Reis: falam do Freddie Mercury, mas não existiu cantor como Elvis PresleySérgio Reis
Falam do Freddie Mercury, mas não existiu cantor como Elvis Presley

Guns N' Roses: Brian May comenta sua colaboração no álbumGuns N' Roses
Brian May comenta sua colaboração no álbum


Iron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palcoIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco

Metal Progressivo: os dez melhores álbuns do estiloMetal Progressivo
Os dez melhores álbuns do estilo


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin