Resenha - Acústico MTV - Bandas Gaúchas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não é por ser gaúcho, mas o projeto acústico que a MTV fez com as daqui é sensacional. Nessa iniciativa ousada, o canal de televisão uniu cinco diferentes grupos para a gravação de um único CD e DVD. Bidê ou Balde, Cachorro Grande, Ultramen, e o ex-Replicantes Wander Wildner são os artistas que comandam o “Acústico MTV – Bandas Gaúchas”. O DVD, além de contar com todas as mesmas músicas do CD (apesar de sua ordem de apresentação estar levemente modificada), conta ainda com duas exclusividades.

5000 acessosIron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a Loudwire5000 acessosMetallica: Veja como fica seu nome com o formato do logo da banda

Cada artista ficou responsável por cinco músicas. E a primeira a se apresentar é a Bidê ou Balde, já conhecida de alguns, grupo que desapontou no Rio Grande do Sul com o seu rock irreverente e animado. E aqui Carlinhos Carneiro (vocal) e sua trupe mostram todas as composições mais marcantes da sua carreira. “Microondas”, “Bromélias” e “Mesmo que Mude” são aquelas faixas que evidenciam letras bem boladas, assim como o maior ‘hit’ do grupo até então, “Melissa” – que contou aqui com a participação de Roger (Ultraje a Rigor) dividindo os vocais e os violões. “E Por Que Não?” também está presente, a faixa mais polêmica do rock nacional da atualidade. Pretendo não polemizar mais esse assunto, mas sem dúvida, ela é ótima, como as outras quatro! Destaque ainda para a lindíssima Vivi Peçaibes nos teclados...

Do underground gaúcho para o posto de uma das mais badaladas bandas nacionais. Afinal, até no especial de fim de ano da Rede Globo a Cachorro Grande já “tocou”. E como imaginamos, a sua participação nesse acústico é sensacional, e talvez seja o carro-chefe para a promoção tanto do CD como do DVD. “Hey Amigo!” e “Que Loucura” ficaram ótimas, assim como a “Sexperienced”, a melhor de todas, com certeza. “Dia Perfeito” contou com a participação de Paulo Miklos do Titãs nos vocais e banjo, enquanto que “O Dia de Amanhã” traz o instrumental melhor trabalhado, mesmo sendo uma balada. Encerrada a primeira metade do DVD fiquei com a clara certeza que essas são as melhores bandas do estado, tratando de rock. Tanto pelas suas composições como pela sua ‘performance’, mesmo com a ressalva do formato acústico.

Talvez um nome controverso para o material: Ultramen. A banda apesar de ter características marcantes do rock e até do metal em algumas faixas, tem aquele típico ‘swing’ da música carioca, além de muitas referências ao pop. Destaque para “Santo Forte” e “Dívida”, essa última com a participação de Falcão (O Rappa) nos vocais. Entretanto, Ultramen é a banda que traz a maior infra-estrutura para esse DVD; além de Tonho Crocco (vocal e violão) e o restante do grupo, lá estão vozes de apoio, DJ e percussionista. Talvez até seja de algum agrado por parte dos espectadores faixas como “Ultramanos” (com um pouco de rap) e “Preserve”.

Wander Wildner, músico consagrado do rock gaúcho pelo sucesso com Os Replicantes, brinda o disco com bastante luxo. Afinal, é a nata do rock sulista presente em composições que já estão marcadas na história do cenário, como “Eu Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Te Amo” (gravada por outros diversos nomes do Rio Grande do Sul e do Brasil) e “Bebendo Vinho”, que todos os gaúchos já ouviram pelo menos uma vez. Apesar de ter as minhas restrições quanto à sua técnica vocal, Wander dá um show e mostra que entende bastante do assunto, além de trazer músicos de excelente nível técnico, como Jimmy Joe (violão).

Uma das exclusividades do DVD fica por conta de Wander, com a faixa “Rodando El Mundo”, não presente no CD. Com o fim do trecho ao vivo de Wander, ainda há o ‘making of’ do DVD, como material extra.

O Rio Grande do Sul está bem representado com esse DVD, com versões acústicas e muitíssimo bem trabalhadas. Apenas uma ressalva eu quero fazer quanto a esse material: ao invés de ter sido gravado em São Paulo, não seria melhor gravar o “Bandas Gaúchas” no próprio Rio Grande do Sul?

Ah, a outra exclusividade é a versão que a Ultramen fez para “Amigo Punk” do Graforréia Xilarmônica (outro ícone do rock gaúcho) – escondida como ‘easter egg’.

Track-list:
01. Microondas (Bidê ou Balde)
02. Bromélias (Bidê ou Balde)
03. E Por que Não? (Bidê ou Balde)
04. Melissa (Bidê ou Balde)
05. Mesmo que Mude (Bidê ou Balde)
06. Sexperienced (Cachorro Grande)
07. O Dia de Amanhã (Cachorro Grande)
08. Hey Amigo! (Cachorro Grande)
09. Dia Perfeito (Cachorro Grande)
10. Que Loucura (Cachorro Grande)
11. Ultramanos (Ultramen)
12. Santo Forte (Ultramen)
13. Máquina do Tempo (Ultramen)
14. Dívida (Ultramen)
15. Preserve (Ultramen)
16. Rodando El Mundo (Wander Wildner)
17. Mantra de Possibilidades (Wander Wildner)
18. Bebendo Vinho (Wander Wildner)
19. Eu Não Consigo Ser Alegre o Tempo Inteiro (Wander Wildner)
20. Eu Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Te Amo (Wander Wildner)
21. No Ritmo da Vida (Wander Wildner)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Outras resenhas de Acústico MTV - Bandas Gaúchas

5000 acessosResenha - Acústico MTV - Bandas Gaúchas


0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Cachorro Grande"

Rock/MetalRock/Metal
As poucas bandas que conseguem viver disto no Brasil

Cachorro GrandeCachorro Grande
"A chamada geração colorida acabou com o rock"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Bide Ou Balde"0 acessosTodas as matérias sobre "Ultramen"0 acessosTodas as matérias sobre "Wander Wildner"0 acessosTodas as matérias sobre "Cachorro Grande"


Iron MaidenIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire

MetallicaMetallica
Veja como fica seu nome com o formato do logo da banda

GuitarraGuitarra
Em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu

5000 acessosKrisiun: "Edu Falaschi não viveu o underground"5000 acessosBeatles: por que Tolkien vetou a versão de Senhor dos Anéis?5000 acessosSeparadas no nascimento: Björk e Anette Olzon, do Nightwish5000 acessosMetallica: banda aprendeu uma lição com o filme Through The Never5000 acessosTop 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da banda5000 acessosJudas Priest: K. K. Downing recorda seus tempos na banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.