Resenha - Grand Illusion - Nocturnal Rites

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

9

Refrões oitentistas, ecos de NWOBHM, influências do Kamelot fase "The Black Halo" e "Epica", tudo isso capitaneado por um vocal excepcional. Se isso não bastar para qualquer fã de música pesada apreciar "Grand Illusion", novo álbum dos suecos do Nocturnal Rites, então eu jogo a toalha.

publicidade


O power metal competente do grupo amadureceu em todos estes anos na estrada, e o resultado é um álbum que une características marcantes do estilo à sede por originalidade e novos caminhos de todo artista.

A banda une com maestria andamentos que beiram o thrash ("Something Undefined" chega a lembrar o início de "Territory", do Sepultura) a arranjos repletos de melodia. O talento dos integrantes para compor é inegável, e reafirma a excelente safra de novos nomes que os suecos têm entregado ao mundo (Evergrey, Pain Of Salvation, Soilwork, ...).

publicidade

A qualidade mantém-se alta também no aspecto gráfico do trabalho. A bela capa lembra as desenvolvidas por Andreas Marshall para artistas como Blind Guardian e Hammerfall, e deverá agradar em cheio os fãs do estilo.

Excelente lançamento da Century Media. Um álbum original, pesado e de muito bom gosto e qualidade.

Faixas:
1. Fools Never Die
2. Never Trust
3. Still Alive
4. Something Undefined
5. Our Wasted Days
6. Cuts Like A Knife
7. End Of Our Rope
8. Never Ending
9. One By One
10. Deliverance

publicidade


Outras resenhas de Grand Illusion - Nocturnal Rites

Resenha - Grand Illusion - Nocturnal Rites




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Power Metal: 20 bandas para quem é fã do estiloPower Metal
20 bandas para quem é fã do estilo


Queen: porque Freddie Mercury teve seus bens queimados após morrerQueen
Porque Freddie Mercury teve seus bens queimados após morrer

Motörhead: Amy Lee no colo de Lemmy KilmisterMotörhead
Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin