Resenha - White Spirit - White Spirit

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Werneck
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Embora o White Spirit tenha sido incluído no movimento musical inglês denominado NWOBHM, sua história começou bem antes, em meados da década de 70. Liderados pelo guitarrista Janick Gers, que viria mais tarde a fazer fama tocando com Ian Gillan, Fish e o Iron Maiden, o White Spirit possuía na verdade uma sonoridade muito mais próxima à do Deep Purple, ou seja, mais melódica que a média das bandas da época.

Andre Matos: o que ele faria se fosse mulher por um dia?Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecer

Junto com Gers estavam o baterista Graeme Crallan, o vocalista Bruce Ruff, o baixista Phil Brady e o tecladista Malcolm Pearson. Apesar de terem lançado alguns singles (cujas músicas estão todas incluídas no segundo CD deste lançamento), gravaram apenas um disco (em 1980), que é justamente este lançado pela primeira vez na Inglaterra no formato CD. Com letras baseadas em temas de ficção científica, e músicas calcadas no hard rock clássico com a adição de teclados, o disco "White Spirit" tinha tudo para agradar aos órfãos de grupos como o Deep Purple, na época inativo, e o Uriah Heep, que não estava nos seus melhores tempos. A guitarra tipicamente "blackmoreana" de Gers se destacava, por vezes duelando com os teclados de Pearson. Rockões como a faixa de abertura "Midnight Chaser", "High Upon High" e "No Reprieve" (bem no estilo arrasa-quarteirão do Purple), se revezavam com temas mais épicos tais como "Red Skies", "Way Of The Kings" e a longa faixa "Fool For The Gods", de 10 minutos de duração. Uma pena que a banda não tenha obtido o sucesso merecido, talvez pelo fato de nessa época estarem surgindo vários grupos num estilo mais direto e cru, só com guitarras na formação (teclados naquele tempo se tornaram quase uma marca registrada de um som dito "mais comercial", pejorativamente falando).

De qualquer forma, o White Spirit prosseguiu por mais um tempo, até que seus membros começaram um a um a abandonar o barco: Bruce Ruff saiu fora (dizem as más línguas que por não mais caber nas roupas que usava no palco, por ter engordado muito!), Janick Gers foi convidado por Ian Gillan a se juntar à sua banda, em substituição a Bernie Tormé, e Phil Brady se retirou após ter se casado. Os 2 remanescentes ainda tentaram prosseguir, chamando entre outros o vocalista Brian Howe (que viria mais tarde a cantar com Ted Nugent e Bad Company, e que quase substituiu Gillan no Purple na virada dos anos 80 para os 90), com quem gravaram a faixa "Watch Out" para uma coletânea da Neat Records (e que está presente no segundo CD deste lançamento). Mas após alguns shows, o grupo enfim se dissolveu em 1981 e os integrantes se juntaram a outras bandas, tais como The Sweet, Samson e Tank.

Este lançamento em CD duplo resgata de maneira bastante completa a obra do White Spirit, não apenas incluindo o disco original no primeiro CD, mas também um segundo CD contendo todos os singles lançados, sobras de estúdio, e versões demo de faixas que entraram no disco. O encarte é bastante completo, com todas as letras, fotos da época, imagens de capas de discos e singles, cartazes de shows, recortes de revistas e jornais, e texto escrito pelo jornalista Dave Ling, da revista Classic Rock inglesa. Altamente recomendável!

Tracklist:

CD 1 (original album)

1. Midnight Chaser
2. Red Skies
3. High Upon High
4. Way Of The Kings
5. No Reprieve
6. Don't Be Fooled
7. Fool For The Gods

CD 2 (bonus tracks - demos & singles)

1. No Reprieve
2. Cheetah
3. Backs To The Grind
4. Nowhere To Run
5. Can't Take It
6. High Upon High
7. Red Skies (from Muthas Pride 12'' EP)
8. Midnight Chaser (7'' Single)
9. Suffragettes (b-side of Midnight Chaser)
10. Watch Out
11. Backs To The Grind (7'' single)
12. Cheetah (b-side of Backs To The Grind)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "White Spirit"


Iron Maiden: veja Janick Gers tocando com White Spirit em 1981Iron Maiden
Veja Janick Gers tocando com White Spirit em 1981

Iron Maiden: 2 Minutes To Midnight seria um plágio?Iron Maiden
"2 Minutes To Midnight" seria um plágio?


Andre Matos: o que ele faria se fosse mulher por um dia?Andre Matos
O que ele faria se fosse mulher por um dia?

Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecerOccult Rock
Dez novas ótimas bandas para você conhecer

Roadrunner: os melhores frontmen de todos os temposRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenhoThe Simpsons
10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Motley Crue: A impressionante coleção do paulista Flávio ColognesiMotley Crue
A impressionante coleção do paulista Flávio Colognesi

Slayer: Tom Araya explica capa de Christ IllusionSlayer
Tom Araya explica capa de "Christ Illusion"


Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D'Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336