Resenha - Stand by the D.A.N.C.E. - Forgotten Boys

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Everton KiLL
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


No momento em que o Rock brasileiro está dominado pelo "vírus" conhecido como EMO, uma banda ousa ser uma antítese de tudo isso. Essa banda é conhecida por Forgotten Boys e seu novo disco, Stand By The D.A.N.C.E. é, sem sombra de dúvida, o melhor que o Rock dessa terra pode produzir no momento. Gustavo Riviera (vocal/guitarra), Chuck Hipolitho (vocal/guitarra), Flávio Cavichioli (bateria) e Zé Mazzei (baixo) aliados ao produtor Daniel Ganjaman, mostram que no meio de tanta mesmice de qualidade discutível, ainda se pode fazer Rock 'N' Roll de qualidade.

Queen: algumas curiosidades sobre a bandaHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988

A abertura do disco fica com a faixa título que começa pesada e barulhenta, mas que depois mostra as influências de punk 77 da banda se fundindo a um rock ainda mais antigo, com destaque para os backing vocals femininos. Um Rockão energético pra ninguém botar defeito. A pancada sonora segue com a punk "All You See", música que caberia perfeitamente nos álbuns anteriores da banda, espantando de vez as suspeitas de que a banda deixaria o peso de lado por causa de um contrato com gravadora. Destaque para a letra "rocker to the bone" (trecho da própria) e para o vocal de Chuck que está perfeito nesse som. "Get Load", que é candidata à melhor do disco, é um rock dançante a cima de tudo. Partes cadenciadas mescladas a riffs empolgantes e vocais perfeitos. A seguir vêm "Não Vou Ficar", a tão esperada primeira música em português dos caras. Soa estranha na primeira audição, só pelo fato de ser cantada em português, mas depois nota-se que é uma música muito boa. "Watching Over You" segue a linha do rock mais dançante adotada pela banda. Aqui o ouvinte já repara que não vai conseguir ficar parado com esse cd tocando. "Different Taste" é a primeira balada do cd, um som com uma levada meio viajante com cara de Hellacopters. "Hey Hey Hey" é outro som muito interessante, mostrando toda a versatilidade de Flávio na bateria. Em seguida vêm "Blá Blá Blá", que para os fãs da banda, será a música mais chocante do disco, só porque se trata de uma versão com menos peso e com letra em português de uma das melhores músicas da banda "You see bad luck" e é impossível não compará-la com a antiga. "Blá Blá Blá" é com certeza o ponto fraco do disco por soar completamente desnecessária. "Falling Higher" traz ótimos riffs aliados aos vocais de Gustavo e Chuck juntos, como na famosa "Cumm On" do disco anterior (Gimme More). Fórmula essa que fica muito boa com a banda, mas não é muito utilizada por eles. "The Ballad Of" traz a Suécia ao Brasil por alguns minutos. Essa balada caberia perfeitamente em algum cd do Hellacopters. Simplesmente ótima! "5 Mentiras" é uma música que mostra o amadurecimento da banda. Nunca imaginei que ouviria uma música assim num cd deles. Diferente, interessante e dividirá opiniões boas e ruins. E pra encerrar vêm o primeiro single "Just Done" e essa é música que mais te fará lembrar dos Rollings Stones. Encerramento mais que perfeito para um grande disco de Rock 'N' Roll.

Com Stand by the D.A.N.C.E., os Forgotten Boys se (re) afirmam como uma escapatória para tudo que é lançado no nosso badalado Rock Nacional, por se tratar de uma espécie de contradição bem sucedida de tudo o que se ouve por aqui. Numa época em que tudo por aqui é "Emo" ou algo parecido, os caras soam nesse cd como um Roliing Stones muito influenciado pelos Ramones. Uma banda que não deve (e na maior parte do tempo é até melhor) do que bandas gringas mundialmente badaladas. Vale muito a pena conferir!


Outras resenhas de Stand by the D.A.N.C.E. - Forgotten Boys

Resenha - Stand By The D.A.N.C.E. - Forgotten Boys




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Forgotten Boys"


Queen: algumas curiosidades sobre a bandaQueen
Algumas curiosidades sobre a banda

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1988

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Doors: Perguntas e respostas e curiosidades diversasDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Nirvana: Jason Everman, que quase ficou famoso duas vezesNirvana
Jason Everman, que quase ficou famoso duas vezes

Nu Metal: os 9 melhores singles da históriaNu Metal
Os 9 melhores singles da história


Sobre Everton KiLL

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336