Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemAdrian Smith conta como Iron Maiden permaneceu forte e era grunge passou

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemIron Maiden apresenta Eddie em versão samurai ao vivo; veja vídeo oficial

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos


Resenha - Você Vai Perder o Chão - Terminal Guadalupe

Por Cristiano Viteck
Em 16/08/05

Uma nota lida em jornal, um e-mail para a banda e uma semana depois o disquinho está dentro do CD player onde, desde então, insiste em permanecer. Foi mais ou menos assim que a coluna conheceu a banda curitibana Terminal Guadalupe.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Formado em 2002, o grupo nasceu sem pretensões, montado apenas para compor a trilha sonora de um curta-metragem. Porém, o negócio deu tão certo que Dary Jr. (voz e letras) resolveu seguir adiante com o projeto musical. Cerca de três anos depois, o Terminal Guadalupe – que conta na formação atual, além de Dary Jr., com Allan Yokohama (guitarra e voz), Fabiano Ferronato (bateria) e Rubens K (baixo) - já está no seu terceiro disco, sendo o mais recente "Vc Vai Perder o Chão", desde já um dos bons discos do ano e com potencial para fazer a banda ecoar por todo o Brasil, o que de fato já vem acontecendo. Em abril deste ano, por exemplo, a banda foi uma das selecionadas em meio a outros 2.300 grupos de todo o país para abrir o show do Placebo em Florianópolis (SC), no festival Claro Q É Rock. No mês seguinte, participou do Festival América do Sul, em Corumbá (MS), onde fez um dos shows mais comentados diante de 5 mil pessoas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jornalismo, literatura, cinema, o cinza das cidades, o amargo e o doce da vida. É daí que vem a inspiração para o Terminal Guadalupe. A própria origem do nome da banda já é digno de nota. Conforme explicação do grupo, "terminal guadalupe é a estação de transporte coletivo que atende aos moradores da periferia e região metropolitana de Curitiba. Digamos que seja um entreposto de sonhos. Durante o dia, os trabalhadores que ali desembarcam têm a sensação de que chegaram ao primeiro mundo, no centro da capital. Mais tarde, expediente encerrado, fazem o caminho inverso, rumo aos municípios distantes do imaginário paraíso urbano. O terminal guadalupe é onde começa e acaba o mito da cidade perfeita que ainda seduz desavisados". Ao ler isso você pode até pensar: "pronto, mais uma daquelas bandas xaropes querendo passar uma mensagem...". Mas pode ficar tranqüilo, pois o legal do grupo Terminal Guadalupe é falar disso tudo de uma maneira poética, mas não piegas; séria, mas não ranzinza. E o melhor, acompanhado de um instrumental de primeira, que não comete exageros quando precisa ser pesado e nem afrouxa demais a mão quando a música requer suavidade.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

CD rodando e um caminhão de referências muito bem costuradas de cara já servem para quebrar o gelo natural da primeira audição de uma banda desconhecida. Na verdade é uma salada de influências que vêm do rock brasileiro dos anos 80, grunge, pós-punk e até novo rock, temperada com boas doses de inteligência e criatividade. O álbum "Vc Vai Perder o Chão" abre com a faixa de clima oitentista "O Bêbado de Ulysses", que consegue unir em um só refrão o filme "Punch-Drunk Love" (Embriagado de Amor) e o músico Frank Jorge. Na seqüência vem "Esquimó Por Acidente", que se confunde com algumas canções dos Los Hermanos. Também valem a pena ser destacada "Burocracia Romântica", canção do primeiro álbum do grupo, só que agora regravada com mais peso. O humor do álbum "Vc Vai Perder o Chão" se mostra presente na cantiga "Por Trás do Fator Gallagher", em que a banda debocha do povo mais "descolado" que está sempre atrás dos modismos do rock. Outra faixa que merece uma ouvida atenta e emocionada é "Veludo Sabre a Areia", canção levada ao violão cuja letra na verdade é uma poesia de Leonardo Vinhas ("a fé cura o tornozelo deslocado/ quebrada é a vida do jovem/ com a idade é que se colam os cacos fixados pela experiência/ quem sabe um dia o amor da juventude aprenda a amar"). Mas é com "O Peso do Mundo", faixa que encerra o álbum, que o ouvinte realmente perde o chão. A música parece Coldplay, parece Radiohead, mas ainda assim consegue soar totalmente original e sintetizar tudo o que o Terminal Gualupe é: um grupo inteligente mas que nega a pecha de "banda-cabeça" para fazer pop de garagem como pouco se ouve no Brasil.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Importante ressaltar ainda que "Vc Vai Perder o Chão" é o primeiro álbum de rock do país a ser lançado com a tecnologia SMD (semi-metalic disc), cujo disco roda em qualquer aparelho de CD, mas custa até 80% menos, daí os míseros R$ 4,00 cobrados pelo disco. Mais sobre a banda você encontra no www.tg.mus.br. No site, é possível baixar os três álbuns do Terminal Guadalupe em MP3. Mais melzinho na chupeta, impossível.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Cristiano Viteck

Cristiano Viteck é jornalista em Marechal Cândido Rondon (PR), apresentadordo programa Garagem 95, da Rádio Difusora FM, e assina a coluna de música Pédo Ouvido do jornal O Presente.

Mais matérias de Cristiano Viteck.