Matérias Mais Lidas

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemHalford relembra o dia que caiu em pegadinha armada por Tony Iommi e Geezer Butler

imagemDavid Bowie recusou (mais de um) convite para produzir o Red Hot Chili Peppers

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou


Airbourne 2022

Resenha - Desire To Kill - Fire Shadow

Por Fernando De Santis
Em 30/06/05

O Fire Shadow "nasceu" em Curitiba, no ano de 2003, porém só teve seu ‘line-up’ estabilizado no ano seguinte. Formado por Marco Lacerda (vocal), Thiago Neuwert (guitarra), Cássio Fugimoto (baixo) e Jonathan Bressan (bateria), a banda tem como principal influência o metal tradicional dos anos 80.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Em sua primeira demo, intitulada "Desire to Kill", os jovens integrantes, que têm em média 16 anos, apresentam de forma explícita a influência pelas bandas dos anos 80. Ao colocar o CD para rodar, não há como não notar a nítida semelhança instrumental com o Megadeth. A gravação da demo em si é boa, mas pecam na produção, como por exemplo em erros de andamento, como na faixa inicial, "Desire To Kill". Os riffs são criativos, porém a cozinha apresenta suas falhas, quando Jonathan dá umas vaciladas na bateria, mas é algo natural, por se tratar de músicos jovens e por ser a primeira demo. Talvez dar algumas ensaiadas e depois gravar com o metrônomo ligado, seria uma boa alternativa para corrigir esses erros. O vocal de Marco Lacerda ainda precisa evoluir muito. Exagerar menos em alguns gritos cairia bem.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Rise Of The Machines" lembra bem composições do Metallica, que têm mudanças de velocidade e andamento. A idéia é muito boa, mas ainda apresenta os defeitos no vocal que não está totalmente "lapidado" e ainda tem muito que evoluir. "Hell On Earth" apresenta um começo mais cadenciado e logo em seguida ganha velocidade com riffs rápidos. As viradas e passagens da bateria não estão boas, estão "travadas", não fluindo de forma direta, parecendo sempre que Jonathan está fazendo algum esforço sobrenatural para executa-las. "Bloody Angels" é outra composição com riffs interessantes, onde Thiago e Cássio trabalham muito bem e protagonizam os bons momentos da demo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Por se tratar de músicos novos e por ser o primeiro trabalho, os erros apresentados em "Desire To Kill" são perfeitamente aceitáveis. Horas e horas de ensaios, aulas e metrônomo resolverão essas falhas e deixarão os músicos preparados para uma próxima demo. Pra garagem molecada, pois boas idéias vocês têm!

Formação:
- Marco Lacerda (vocal)
- Thiago Neuwert (guitarra)
- Cássio Fugimoto (baixo)
- Jonathan Bressan (bateria),

Contatos:
e-mail: [email protected]
website: www.fireshadow.com.br

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.