Resenha - Power Of Metal - Fright Night

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Formada em 1998, em Presidente Prudente, interior de São Paulo, a banda Fright Night lança sua terceira demo, intitulada "Power Of Metal". Com algumas mudanças no line-up em relação à formação original, a banda conta com Rodrigo Mattos (guitarra / vocal), Luis Brandão (bateria), Lincoln Silvestre (guitarra) e Pedro Moura (baixo).

Hall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do MetalMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich

O nome da demo já indica o estilo que os músicos fazem: Power Metal e as vezes soam melódicos. Ao escutar o CD pela primeira vez, nos primeiros versos, achei o vocal gutural demais para o estilo, mas depois me acostumei e até achei algumas semelhanças com Grave Digger. A faixa-título abre a demo, mostrando que a banda tem boa pegada. O destaque fica por conta da cozinha bem entrosada... um ótimo trabalho de Luis Brandão (batera) e Pedro Moura (baixo). "Violent Behavior" tem mais cara de Metal Tradicional e destaca bem o vocal de Rodrigo Mattos. A terceira faixa, "King" começa cadenciada, com um vocal limpo, mas logo em seguida a pancadaria rola solta, com um riff principal bem marcante e pesado e uma ponte bem construída. A demo é encerrada com o cover de "Soldiers Of Hell", do Running Wild, uma demonstração de onde vem parte da influência dos músicos.

Nem tão melódico, mas seguindo mais o lado do power e com vocais mais graves, o pessoal do Fright Night investe em algo que não está tão saturado e já apresenta maturidade para entrar em estúdio e gravar um primeiro álbum.

Contato:
A/C Lincoln Silvester
Av. Túlio Checetti, 727, Vila Formosa
CEP: 19050-020
Presidente Prudente - SP

fright_mattos@hotmail.com
fright-night@uol.com.br

Formação:
Rodrigo Mattos - Guitarra / Vocal
Luis Brandão - Bateria
Lincoln Silvestre - Guitarra
Pedro Moura - Baixo

Faixas:
01. Power Of Metal
02. Violent Behavior
03. King
04. Soldiers Of Hell (Running Wild)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Fright Night"


Hall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do MetalHall Of Shame
As melhores músicas ruins da história do Metal

Metallica: a regressão técnica de Lars UlrichMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Ôôôôôeeee: Sílvio Santos aprovou montagem com Steve HarrisÔôôôôeeee
Sílvio Santos aprovou montagem com Steve Harris

Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Bruce: Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!Bruce
"Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

Megadeth: a diferença entre os investimentos das gravadorasMegadeth
A diferença entre os investimentos das gravadoras

Megadeth: As histórias por trás de algumas músicas de DystopiaMegadeth
As histórias por trás de algumas músicas de Dystopia


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.