Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemOzzy diz que chamou Jimmy Page para novo álbum, mas guitarrista nunca respondeu

imagemAtor que interpretou Eddie Munson conta o que ouviu para encarnar personagem

imagemO curioso motivo pelo qual Bob Dylan não usa seu verdadeiro nome

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro


2022/08/18
Stamp

Resenha - Into The Dust - Into The Dust

Por Rafael Carnovale
Em 10/01/04

Formado em 1996, o brasiliense Into The Dust apostam no doom pesado, com fortes influências de Black Sabbath e Candlemass (principalmente no vocal). Estas influências geram um som pesado, lento e cadenciado, que se assemelha muito ao praticado pelo Cathedral.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Este cd-demo (muito caprichado por sinal) vêm com 5 faixas (mais uma surpresa escondida), sendo todas basicamente inspiradas em ritmos cadenciados, com vocais guturais e guitarras pesadas em baixa afinação. O resultado é bom, principalmente em faixas como "Unclean" e a mais agressiva "Guilty as a Sin" (com boas mudanças de andamento).

A faixa "Signs (New Order’s Human) é a que mais se aproxima do som "sabbathico", principalmente nos riffs de guitarra. Já "Overturned" parece saída de um álbum do Candlemass, com sua levada lenta, mas por outro lado ecos do trash oitentista ecoam não só nesta faixa (algumas semelhanças com "Propaganda" do Sepultura aparecem nitidamente) mas em todo o cd.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O conjunto é competente e a demo merece atenção, sendo seu único senão a produção, que ficou meio abafada, comprometendo um pouco a qualidade do conjunto, mas nada que não se possa acertar no futuro. Bom começo.

Line Up:
Sandro Santos – Baixo
Betto Nossat – Guitarra/Vocal
Glauber Rodrigues – Guitarra
Humberto Medeiros – Bateria

Contatos:
Cx. Postal 2647 – Brasília – DF
Cep: 70279-970
Email: [email protected] e [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/07/09


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Fotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Marilyn Manson: ele removeu costelas para praticar autofelação?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.