Resenha - Through the Silence of Words - Soul Takers

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  


O Soul Takers foi formado em 1998 pelas irmãs italianas Francesca e Federina Badalini, com o objetivo de fundir o metal tradicional com elementos eruditos, como corais e pianos. Sua primeira demo "Through the Silence of Words" foi editada em 2002 e contém 3 músicas.

"Desert Dust" é um bom exemplo de power metal com camadas de teclados muito interessantes, que lembram o estilo gótico de bandas como After Forever e Tristania. Os vocais de Gianluigi Girardi são contidos mas eficientes. Porém há de se salientar: nada de novo é mostrado.

publicidade

"The Fakest Test" começa com uma levada bem lenta, com guitarras bem colocadas e um vocal suave, dando lugar a uma bela balada. O melhor momento do cd por sinal.

"My Infinite" tem uma pegada bem calcada no metal progressivo de bandas como Dream Theater, sendo bem interessante em seus sete minutos, com mudanças de andamento características do estilo.

publicidade

Um bom começo, mas que precisa ser mais lapidado, principalmente quanto ao direcionamento do estilo. Vale por ser um trabalho de qualidade, e por ter um acabamento digno de uma bela demo.

Line Up:
Gianluigi Girardi – Vocais
Francesca Badalini - Guitarras
Andrea Grumelli - Baixo
Federica Badalini - Piano
Mauro De Brasi – Bateria

Contato:
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Site Oficial: http://www.soultakers.net

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mônica Guedes: seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhandoMônica Guedes
"seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhando

Planno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)Planno D
10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin