Resenha - Thousand Ways To The Same Land - Lothlöryen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos


Se o Brasil começou a virar uma parada obrigatória para grandes turnês de bandas internacionais, felizmente o cenário "interno" também começou a ser importante para nós brasileiros, nos últimos anos. É por isso que está cada vez maior (e sempre aumentando) o número de lançamentos de bandas nacionais e independentes, seja em CD's mesmo ou em demos. De Minas Gerais vem o Lothlöryen, mais uma banda que poderá virar referência para o Brasil nos próximos anos. Isso porque a banda conseguiu lançar uma demo com uma produção aceitável, com uma capa e encarte bem feito, e o principal, com músicos que entendem bem do assunto: metal melódico.

Rolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy MetalHumor: o que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

Juntos apenas desde o início de 2002, Lenaldo Oliveira (vocal e guitarra), Wesley Soares (guitarra), Alessandro Nicolete (baixo) e Elias Oliveira (bateria) se concentraram muito para preparar boas composições, para que em menos de um ano esse material demo fosse gravado, porém lançado e divulgado só em 2003. Com influências de Gamma Ray, Helloween, Hammerfall e outras bandas tanto de melódico como de metal tradicional, o Lothlöryen entrou em estúdio e gravou seis músicas e mais uma introdução, formando assim "Thousand Ways to the Same Land". De quebra, a banda ainda contou com participações especiais, em especial Bruno Maia (do Tuatha de Danann) em alguns 'backing' vocais. As influências falam por si só, muitas passagens épicas e bem melodiosas formam o CD.

Se "Lothorien", a primeira música, é rápida, com bateria bem marcada e um refrão bem harmonioso, "Hear the Call Again" segue por um lado mais cadenciado e melódico, ficando com um aspecto muito interessante. "Neverland" também é um pouco mais cadenciada, mas esta sem deixar de marcar alguns riffs bem à lá Hammerfall, acertando novamente e criando mais outra música muito boa. Se a banda está criando sempre melodias cadenciadas, ao depararmos com "My Fairytale", faixa totalmente acústica, me pareceu algo normal para estar contido neste CD, ainda mais se levarmos à tona que a música ficou bastante bonita. Voltando ao peso está "There and Back Again", acho que a única música em que a banda não investe em melodias cadenciadas, por isso, um destaque a parte, especialmente se citarmos Bruno Maia (Tuatha) como vocalista principal nesta música. Se eu disser que é mais uma faixa boa, seria redundância, mas se eu não dizer isso seria ignorância. "Namarie"é para mim a melhor música de todas, novamente com melodias cadenciadas, mas esta com a melhor 'performance' do vocalista e maior doses de riffs pesados.

Dando uma atenção à produção final (mixagem - masterização), isso porque o CD parece ter ficado "digital" demais e um pouquinho abafado, o Lothlöryen está pronto para assinar com alguma gravadora e lançar de vez um 'debut', mesmo tendo nem dois anos de carreira. Aos interessados, saibam que o disco ainda conta com uma oitava faixa, uma bônus/surpresa para quem adquirir o CD.

Line-up:
Leonaldo Oliveira (vocal/guitarra);
Wesley Soares (guitarra);
Alessandro Nicolete (baixo);
Elias Oliveira (bateria).

Track-list:
01. Prolongue - Intro
02. Lothlorien
03. Hear the Call Again
04. Neverland
05. My Fairytale
06. There and Back Again
07. Namarie

Tempo total: 36:07

E-mail: metallothlorien@yahoo.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lothloryen"


Orgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileirosOrgulho Nacional
As capas mais bonitas por artistas brasileiros

Metal Nacional: as 10 melhores músicas de 2015Metal Nacional
As 10 melhores músicas de 2015


Rolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy MetalRolling Stone
As 10 melhores bandas de Heavy Metal

Humor: o que os fãs de rock pedem para beber em um bar?Humor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

Blasfêmias?: Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e DeusBlasfêmias?
Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos

Zakk Wylde e Dave Grohl: A treta por causa de canções para OzzyZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

Slash: citando as qualidades de Axl Rose em vídeoSlash
Citando as qualidades de Axl Rose em vídeo

Askmen.com: site elege as dez melhores músicas do NirvanaAskmen.com
Site elege as dez melhores músicas do Nirvana


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.